Ácido Mefenâmico Bula – Para Que Serve? Corta a Menstruação? Posologia, Preço!

O ácido mefenâmico é uma substância poderosa da classe dos anti-inflamatórios não-esteroides que atuam no tratamento de diversos problemas que geram dor para o paciente. Então, para saber mais sobre esse medicamento, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ele.

Para que serve o Ácido Mefenâmico (indicações)

Essa substância serve para o alívio dos seguintes problemas:

  • Alívio dos sintomas causados pela artrite reumatoide (inflamação das juntas casada por reação autoimune)
  • Alívio dos sintomas causados pela osteoartrite (lesões crônicas nas articulações)
  • Dor, seja ela de origem traumática, muscular, dentária, de cabeças ou de origem pós-parto ou pós operatória
  • Dismenorreia primária (cólica menstrual
  • Menorragia (fluxo menstrual em grande quantidade) por uso de DIU ou por causas disfuncionais, ou seja, quando não existe lesão que explique o sangramento.
  • Síndrome pré-menstrual

Como funciona o Ácido Mefenâmico

O  ácido mefenâmico nada mais é do que um agente anti-inflamatório não-esteroidal (AINE).


Assim ele atua inibindo a produção das prostaglandinas, que são substâncias que estimulam o processo inflamatório, gerando uma atividade anti-inflamatória, antipirética e analgésica.

cólica Ácido Mefenâmico

Composição do Ácido Mefenâmico

Cada comprimido de 500 mg de ácido mefenâmico contém:

ácido mefenâmico ………… 500 mg

excipientes q.s.p………… 1 comprimido

(amido, celulose microcristalina, óxido de ferro amarelo, dióxido de silício, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio, povidona, vanilina).

Como tomar o Ácido Mefenâmico

A fim de evitar o desconforto gástrico é recomendado que ácido mefenâmico seja administrado juntamente com as refeições, por via oral e não deve ser combinado com bebidas alcoólicas.  A posologia varia de acordo com o problema, então veja as indicações a seguir:

Dor leve ou moderada / osteoartrite / artrite reumatoide em adultos e crianças com mais de 14 anos e idade: dose de 500 mg (1 comprimido), por 3 vezes ao dia.

Menorragia / dismenorreia / síndrome pré-menstrual: a dose indicada é de 500 mg (1 comprimido), por 3 vezes ao dia com início juntamente com o início da menstruação e dos sintomas. A duração deve ser estabelecida de acordo com avaliação médica.

Siga sempre a orientação médica a respeito dos horários, doses e duração prescritos no tratamento. Não interrompa o uso sem que haja conhecimento médico.

artrite Ácido Mefenâmico

Contraindicação do Ácido Mefenâmico

O ácido mefenâmico é contraindicado para pacientes que apresentem hipersensibilidade a essa substância ou a qualquer um dos componentes de sua fórmula. Além disso ele é contraindicado para as pacientes que:

  • Possuam alergia a outros AINES ou ao ácido acetilsalicílico, que tenha se demonstrado através e rinite alérgica, broncoespasmos ou lesões cutâneas acompanhadas de coceira;
  • Possuam inflamação do tipo crônica ou úlcera ativa no trato gastrintestinal;
  • Tenham dores decorrentes de cirurgia de revascularização do miocárdio, tais como cirurgia da artéria mamária ou da ponte da veia de safena
  • Apresentem insuficiência hepática (fígado), renal (rins) ou do coração.

Esse medicamento também é contraindicado para crianças menores de 14 anos de idade.

Efeitos colaterais do Ácido Mefenâmico

Os efeitos adversos mais frequentes que já foram relatados se a eventos gastrintestinais e, normalmente, diminuem quando a dose é reduzida, e são eles:

  • Dor abdominal (barriga)
  • Náuseas com a presença de vômito ou não
  • Diarreia

Efeitos Colaterais Incomuns

  • Perda do apetite (anorexia)
  • Icterícia
  • Inflamação dos intestinos (colite e enterocolite)
  • Constipação
  • Ulceração gástrica com a presença de sangramento ou não
  • Flatulência
  • Toxicidade hepática leve
  • Inflamação do fígado (hepatite)
  • Síndrome hepatorrenal
  • Queimação estomacal (pirose)
  • Inflamação do pâncreas (Pancreatite)
  • Esteatorreia

Outros possíveis Efeitos Colaterais

  • Diminuição dos níveis de eosinófilos, granulócitos, e leucócitos
  • Anemia
  • Pancitopenia (diminuição geral das células do sangue)
  • Purpura trombocitopênica
  • Crise de asma
  • Inibição na agregação das plaquetas
  • Elevação dos níveis de glicose no sangue em pacientes diabéticos
  • Diminuição dos níveis de sódio no sangue (hiponatremia)
  • Retenção hídrica
  • Irritação ocular
  • Visão turva

Ácido Mefenâmico Bula

  • Perda (temporária) da capacidade de diferencias as cores
  • Dor de ouvido
  • Tontura
  • Insônia ou sonolência
  • Cefaleia (dor de cabeça)
  • Nervosismo
  • Meningite asséptica
  • Alteração do ritmo cardíaco
  • Inchaço (edema) da laringe e face
  • Angioedema
  • Sudorese
  • Coceira
  • Lesões cutâneas (como o eritema eritma multiforme, urticária, necrolise tóxica ou síndrome de Lyell)
  • Síndrome de Stevens-Johnson, caracterizada por bolhas, manchas vermelhas e ulcerações em todo corpo)
  • Anafilaxia
  • Descamação da pele (dermatite esfoliativa)
  • Rash (erupções na pele)
  • Dor para urinar (disúria)
  • Presença de sangue na urina (hematúria)
  • Falência renal (inclusive necrólise papilar)
  • Nefrite túbulo-intersticial
  • Glomerulonefrite
  • Síndrome nefrótica
  • Edema
  • Alteração no teste de função hepática.

Pode ocorrer hipotermia (redução da temperatura corporal) em crianças.

Pode ocorrer anemia nos casos de tratamento por tempo maior do que 12 meses, no entanto essa anemia é reversível com a suspensão do tratamento.

Sempre informe ao farmacêutico, médico ou cirurgião-dentista sobre o aparecimento de reações indesejáveis decorrentes do uso desse medicamento.

Informe também para a empresa responsável através do seu serviço de atendimento.

Precauções do Ácido Mefenâmico

Os pacientes em tratamento com o ácido mefenâmico não devem operar máquinas ou dirigir veículos visto o risco de efeitos como sonolência e visão turva.

A utilização dessa substância pode levar à elevação da pressão arterial (hipertensão), ou ao agravamento de um quadro hipertensivo já existente. Sempre informe ao seu médico caso tenha hipertensão.

Uso de ácido mefenâmico na gravidez e amamentação

Esse medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem que haja orientação de um médico ou cirurgião-dentista.

Em pacientes pediátrico que possuam mais de 14 anos de idade o tratamento não desse durar mais do que sete dias.

Sempre informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se estiver utilizando alguma medicação, mesmo aquelas que não exigem receita.
Ácido Mefenâmico posologia

Não utilize nenhum medicamento sem orientação médico visto que pode trazer riscos à saúde.

O ácido mefenâmico deve ser mantido em temperatura ambiente, entre 15º e 30ºC, ao brigo de umidade e luz.

O número de lote, a data de fabricação e o prazo de validade podem ser encontrados na embalagem desse produto.

Esse medicamento não deve ser utilizado caso esteja com o prazo de validade vencido e deve sempre ser guardado em sua embalagem original.

Os comprimidos de ácido mefenâmico 500 mg são oblongos, biconvexos e de cor branca.

Antes de usar esse medicamento, sempre observe o aspecto dele. Caso ele ainda esteja dentro do prazo de validade mas apresente mudanças no seu aspecto físico, fale com um farmacêutico para saber se ele pode ser usado.

Todo e qualquer medicamento deve sempre sem mantido longe do alcance de crianças.

Interação do Ácido Mefenâmico com outros remédios

No momento da prescrição, sempre informe ao médico se estiver fazendo uso de algum medicamento ou se tiver terminado algum tratamento recentemente.

Assim o médico poderá avaliar se ocorre interação entre os fármacos que possam alterar a sua ação ou causar alguma reação indesejável. Isso porque o ácido mefenâmico pode gerar interação com as seguintes substâncias:

  • Ácido acetilsalicílico – causando interferência no tratamento e doenças cardiovasculares com aspirina
  • Anticoagulantes, aumentando o tempo da protrombina
  • Medicamento anti-hipertensivos, incluindo betabloqueadores e diuréticos, reduzindo o efeito desses medicamento. Já no caso dos diuréticos poupadores de potássio pode acontecer a elevação dos seus níveis séricos.
  • Inibidores seletivos da receptação da serotonina e Ginko biloba aumentam o risco de sangramento
  • Anti-inflamatórios hormonais e não hormonais que aumentam o risco de sangramentos, lesões e úlceras
  • Hipoglicemiantes orais
  • Metotrexato e lítio, com o aumento dos níveis séricos de ambos
  • Antiácidos aumentam o risco da ocorrência de reações indesejáveis.

Ácido Mefenâmico Preço

Para comprar esse medicamento é necessária a apresentação de receita branca comum e o seu preço pode variar de acordo com a região na qual você se encontra e o local escolhido para a compra, bem como se você vai comprar o produto referência ou o seu genérico, visto que a segunda opção costuma custar menos.

No entanto, na internet, a caixa com 24 comprimidos de 500 mg pode ser encontrada por valores entre R$ 9 e R$ 13 reais.

Ácido Mefenâmico cólica

Ácido Mefenâmico Genérico

Ácido Mefenâmico já é o nome do princípio ativo e não o nome comercial do medicamento. Por isso, basta solicitar ao farmacêutico e ele irá oferecer o melhor genérico do seu local de compra.

Além disso, não se esqueça de verificar se a concentração é a mesma que você necessita.

Pergunta dos leitores

Ácido Mefenâmico serve para cólica?

Esse medicamento serve para diversos tipos de dores, inclusive para a dismenorreia primária, também conhecida como cólica menstrual.

Ácido Mefenâmico serve para dor de garganta?

O tratamento da dor de garganta não está especificado entre uma das indicações desse medicamento. Por isso o mais indicado é sempre conversar com o médico para mais orientações.

Ácido Mefenâmico tem dipirona em sua composição?

Não, esse medicamento possui como único princípio ativo o ácido mefenâmico  e a dipirona também não se encontra em seus excipientes.

Ácido Mefenâmico corta a menstruação?

Não, mas ajuda a controlar casos de menstruação excessiva (menorragia) e as dores decorrentes desse processo.

Ácido Mefenâmico serve para dor de dente?

Sim, a dor de dente, dependendo as sua origem pode ser tratada com ácido mefenâmico. No entanto, o mais adequado é consultar um profissional para uma prescrição mais precisa.

 

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre o ácido mefenâmico , como ele age, suas indicações, como deve ser utilizado e tudo mais que você precisava saber.