Arrotos Excessivos: O Que Pode Ser? Qual Remédio Tomar? É Refluxo?

Arrotar é uma ação normal do ser humano, porém, quando ocorre os Arrotos excessivos pode indicar problemas de saúde. Se você sofre de arrotos constantes, recomenda-se procurar um médico.

Causas dos Arrotos constantes

Os arrotos excessivos acontecem quando o estômago enche-se de ar. Existem diversos motivos pelos quais podemos ingerir mais ar do que o normal, se transformando em arrotos. São eles os mais comuns:


  • Beber ou se alimentar muito depressa
  • Ingerir muitas bebidas com gás
  • Ataques de Ansiedade
  • Hábito de mascar chicletes
  • Falar enquanto se alimenta
  • Consumir caramelos duros
  • Beber com uso de canudos
  • Tabagismo
  • Dentaduras mal colocadas
  • Uso de alguns medicamentos
  • Diabetes
  • Intolerância à lactose
  • Outros

um homem sofrendo com arrotos excessivos

O que é a Eructação

A eructação, mais conhecida como arroto, é a ação de expelir o ar ou gases do esôfago ou do estômago por meio da boca. Trata-se de um processo fisiológico e normal (quando não é excessivo e não causa incômodos à pessoa).

Em todo processo de deglutição, juntamente com a saliva, com os alimentos e com a bebida, quantidades de ar entram em pequenas quantidades no trato digestivo. Assim uma leve distensão causa um relaxamento temporário do esfíncter do esôfago.Então, o ar vai para o esôfago e é expelido pela boca, na forma de arruma..

Trata-se de uma maneira de evitar a passagem excessiva de ar para o intestino.

Prevenção

O arroto é uma ação do ser humano natural. Porém, ele pode ser evitado  e controlado se a pessoa quiser. Alguns hábitos e comportamentos favorecem uma maior ou menor quantidade de arrotos. Para evitar os arrotos excessivos (quando não são sintomas de alguma  doença), deve-se:

  • Evitar o consumo excessivo de caramelos duros
  • Evitar o consumo em excesso de chicletes
  • Sentar-se corretamente para se alimentar
  • Alimentar-se sem pressa
  • Evitar o consumo de bebidas gaseificadas
  • Evitar o consumo de bebidas com álcool
  • Investir em suplementos probióticos que favorecem a boa digestão
  • Evitar ocasiões e situações que possam induzir ataques de ansiedade, pois ela estimula a hiperventilação

Diagnósticos

É bastante incômodo para uma pessoa que sofre de eructações constantes. Se você apresenta esse problema, o mais indicado é buscar ajuda médica com um Clínico Geral ou Gastroenterologista.

Os médicos farão uma anamnese e uma série de perguntas para se chegar ao diagnóstico, além de exames que podem ser solicitados, como: endoscopia digestiva, ressonância magnética, ultrassom, tomografia computadorizada e testes de má digestão e de hidrogênio e metano.

É importante que durante a consulta o paciente mencione qualquer outro sintoma que tenha – mesmo que considere que não se relaciona com as eructações constantes. Quanto mais informações forem repassadas para o médico, mais fácil e rápido pode ser o diagnóstico e a solução para esse incômodo problema.

Tratamento da Eructação

As eructações normais não necessitam de nenhum tipo de tratamento. Entretanto, quando os arrotos se tornam constantes, causando incômodos e preocupações para o paciente, o recomendado é que se procure um médico (de preferência um gastroenterologista) para se diagnosticar o excesso de eructações e se submeter a um tratamento adequado, que resolva esse indesejado problema de excesso de arrotos.

Alguns excessos de gases e ar podem ficar presos no trato digestório. Portanto, se o paciente está apresentando eructações excessivas ou tem o seu estômago distendido, mas não consegue expulsar o ar por meio do arroto, aconselha-se deitar de lado para ocorrer a expulsão do gás ou do ar.

Também é importante, para o tratamento da eructação, evitar beber e comer rapidamente, consumir bebidas gaseificadas e consumir chicletes..

Medicamentos

um homem arrotando

O excesso de eructações, geralmente, pode ser causado por diversos motivos. De acordo com o diagnóstico, o médico indica um tipo de tratamento, normalmente, com o uso de medicamentos de suporte – que têm a função de reduzir os arrotos e aliviar o sintoma de excesso de ar ou gases no aparelho gastrointestinal.

Normalmente, os tratamentos contra o excesso de eructações são simples e eficazes. Os medicamentos mais empregados no tratamento do excesso de arrotos são:

  • Digeplus
  • Motilium
  • Domperidona
  • Simeticona

Como já mencionado, arrotos são normais e não costumam indicar a presença de doenças. Porém, quando eles se tornam frequentes e incômodos, colocando até mesmo o paciente em situações embaraçosas, é aconselhável que um médico investigue as causas.

Pergunta dos leitores

Arrotos excessivos pode ser Refluxo?

Sim, arrotos constantes podem indicar problemas de refluxo.

Arrotos excessivos pode ser ansiedade?

Sim, arrotos excessivos podem ser sintomas de ansiedade.

Arrotos constantes pode ser gravidez?

Depende. Algumas gestantes podem ter esse sintomas na gravidez, outras não.

O que pode ser muito arroto e barriga inchada?

Geralmente indica excesso de gases.