Cirurgia de Fimose – Como é Feita? Quais os Riscos? Mitos e Verdades!

Muita gente sequer imagina, mas existe uma cirurgia que ajuda a corrigir um problema que ocorre em homens e meninos, que é a cirurgia de fimose, também chamada de postectomia.

Então, para saber um pouco mais sobre esse procedimento, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Vamos lá?!

Para que serve a Cirurgia de fimose

A cirurgia de fimose nada mais é do que o procedimento indicado para quando há um excesso de pele no pênis e tem como objetivo a melhora da higiene íntima masculina e do desempenho sexual, sendo utilizada quando outros tipos de tratamento, tal como pomadas, não ajudam a resolver o problema.

Esse procedimento também é chamada de postectomia ou circuncisão e é realizada um urologista em adultos, ou por um pediatra quando é feita em crianças.


Benefícios da Cirurgia de fimose

Ao retirar o excesso de pele que fica no pênis são oferecidos diversos benefícios, sendo que o principal é a melhora na higiene do membro, evitando que se forme o esmegma, que é a secreção densa e esbranquiçada que normalmente se acumula na grande.

Isso reduz consideravelmente o risco de infecções urinárias e também de doenças sexualmente transmissíveis, tais como HIV e HPV.

No entanto, é preciso ressaltar sempre que a realização da cirurgia de fimose não irá isentar o paciente da necessidade de usar camisinha regularmente para ter contato íntimo e se proteger completamente de DST’s.

Cirurgia de Fimose preço

Riscos da cirurgia

A cirurgia da fimose é, normalmente, realizada em um ambiente hospitalar e, nesse caso, oferece pouquíssimos riscos, sendo muito bem tolerada e com uma recuperação rápida.

Entretanto, mesmo que raras, podem surgir complicações, tais como infecção, sangramentos, estreitamento do canal da urina (meato uretral), retirada insuficiente ou excessiva do prepúcio e também a assimetria prepucial, sendo necessária a realização de uma nova cirurgia.

Pós operatório

De uma forma geral, a recuperação de uma cirurgia de fimose é simples e rápida, sendo que em cerca de 10 dias já não há mais dor nem sangramento. No entanto, é normal que nos primeiros 8 dias o paciente sinta um leve desconforto, podendo haver sangramentos decorrentes de ereções não propositais, como as que ocorrem durante o sono.

É justamente por isso que a cirurgia é mais recomendada na infância, pois fica mais fácil controlar essa situação.

Na manhã seguinte ao procedimento é recomendado a retirada do curativo e a lavagem do pênis com água e sabão, cuidando para que não haja sangramento. Por fim, aplica-se uma pomada anestésica e cobre-se a área com gaze esterilizada a fim de manter o local sempre seco.

A retirada dos pontos ocorre normalmente após 8 dias e para que a recuperação seja mais rápida, o mais recomendado é:

  • Fazer repouso nos 3 primeiros dias, evitando a realização de esforços.
  • Aplicar compressa de gelo no local da operação para reduzir o inchaço e a dor
  • Evitar relações sexuais por no mínimo um mês após a realização da cirurgia.

Depois de passado o período de repouso já é possível observar o resultado da cirurgia de fimose visto que a glande já fica aparente.

Até quando a Fimose pode ser considerada normal

Ao nascerem, praticamente todos os bebês têm um prepúcio não retrátil pois existem aderências que são naturais entre ele e a glande, impedindo que a mesma fique exposta. Nesse caso, a chamada fimose fisiológica é algo completamente normal e se resolve com o passar do tempo, sendo que aos 16 anos de idade todos os homens já devem conseguir expor completamente a sua glande.

No entanto, o médico pode identificar uma situação diferente. E recomendar que a cirurgia de fimose seja feita no paciente ainda criança, a fim de evitar complicações.

Mitos e verdades

Cirurgia de Fimose beneficios

A cirurgia de fimose ainda é cheia de mitos e incertezas. Que fazem com que muitos homens tenham dúvidas a respeito da sua realização. Veja alguns mitos e verdade:

  • Odor: muita gente acredita que o forte odor que alguns homens apresentam é por causa do excesso de pele. O que é um erro. Na verdade o que acontece é que a retirada da pele facilita a higiene, diminuindo o odor.
  • Controlar a ejaculação: não existe qualquer tipo de comprovação científica. Que afirme que a retirada da pele deixa a glande menos sensível. Por causa da sua exposição, diminuindo o problema da ejaculação precoce.
  • Aumenta/diminui o prazer: a sensibilidade peniana de cada homem não tem relação direta com o a retirada do prepúcio.
  • Ajuda na prevenção do câncer: verdade! O pênis gera uma substância gordurosa e branca que serve para sua limpeza e lubrificação. Mas se não for higienizado corretamente, pode causar uma irritação crônica. Com o excesso de pele cobrindo o problema, muitas vezes a situação só é percebida em estágio avançado.

Pergunta dos leitores

Pode fazer Cirurgia de fimose em paciente infantil?

Normalmente, a cirurgia só é realizada em crianças logo depois do seu nascimento. Por motivos religiosos, étnicos ou tradição de família e os especialistas. A maior parte das vezes, não recorrem ao tratamento logo.

Isso porque apenas uma pequena quantidade de meninos realmente têm a necessidade de realizar a cirurgia de fimose.

Cirurgia de fimose dói?

Não! O paciente pode sentir um leve incômodo nos primeiros dias após o procedimento e deve manter as recomendações

Cirurgia de Fimose riscos

Cirurgia de fimose aumenta o tamanho do pênis?

Não, isso é um mito! O que realmente acontece é que a retirada da pele que está em excesso. Faz com que se tenha a impressão de que o pênis ficou maior. Além disso, dependendo da idade em que o procedimento for realizado, o pênis ainda irá crescer mais. Mas isso não se atribui a cirurgia e sim ao crescimento normal do membro.

Qual o preço da Cirurgia de fimose?

O preço da cirurgia de fimose pode variar muito de acordo com a região do país. E também o lugar escolhido para a realização da mesma. No entanto, o procedimento custa em torno de R$950 reais. Embora possa ser realizado de forma gratuita pelo Sistema Único de Saúde, o SUS.