O Que é Colpite Difusa? É Uma DST? Qual o Tratamento? Sintomas!

Toda mulher deve estar atenta a aparência, cheiro e outras condições da região vulvovaginal. Pois a vagina trata-se de uma área bastante sensível ao ataque de bactérias e fungos. Uma das doenças que acometem a região vulvovaginal é a Colpite Difusa.

Trata-se de uma doença de fácil tratamento, que apresenta certa frequência entre as mulheres.

O que é Colpite Difusa

A colpite difusa trata-se de uma inflamação que afeta a parte externa do colo do útero e a mucosa vaginal. É considerada uma doença frequente nas mulheres. Caracteriza-se pela presença de uma hiperemia (vermelhidão) difusa. Acredita-se que cerca de 65% das mulheres apresentam ou já apresentaram.

Se não tratada, assim como os outros tipos de colpites, pode levar a diagnósticos mais graves. Entre as complicações estão: inflamação crônica, ectopia no colo do útero (pseudo-erosão), infecção ascendente, endometriose, inflamação de trompas de falópio e infertilidade.


Como se pega Colpite Difusa (causas)

O contato sexual e íntimo não são as principais causas da Colpite Difusa. Geralmente a doença é causada pela exposição da área vaginal ao fungo chamado Tricomona vaginalis.

Sintomas da Colpite Difusa

Colpite Difusa em uma mulher

Entre o sintomas da Colpite Difusa estão: vermelhidão difusa na área vaginal e a presença de um leve corrimento vaginal de cor branca. Também há inchaço e coceira na região vulvovaginal.

Diferença com as outras Colpites

Além desta colpites, existem a Colpite Focal, a Colpite Aguda, a Colpite Crônica, a Colpite por Tricomonas e a Colpite por Candida. A diferença dos outros tipos de Colpites pode ser o agente causador,  os sintomas ou a região vulvovaginal afetada pelas doenças.

O único sintoma de colpite encontrado em qualquer uma de seus tipos é a presença de uma secreção vaginal e aumento do volume vulvovaginal, devido à vermelhidão e à presença de coceira na região

A seguir confira as diferenças e características dos diferentes tipos de Colpites:

  • Colpite Difusa: caracteriza-se por um pontilhado vermelho e fino. Afeta o colo do útero e toda a mucosa da vagina. Quanto maior a quantidade de pontilhados, mais intensa é a infecção.
  • Colpite Focal: sua principal característica é a presença de pequenas áreas avermelhadas e arredondadas ou ovais, desagregada do resto da mucosa vulvovaginal. Normalmente está associada à Colpite Aguda.
  • Colpite Aguda: trata-se de um pontilhado vermelho na mucosa vaginal, com a presença de inchaços (edemaciada). A doença se manifesta por um fluxo abundante purulento. É uma inflação crônica da vagina e, em geral, se caracteriza por secreções permanentes.
  • Colpite Crônica: se caracteriza pela presença de um pontilhado branco do lado do vermelho, que acomete a região vulvovaginal.
  • Colpite por Tricomonas: trata-se de uma colpite também difusa, que se caracteriza pela presença de bolhas gasosas esverdeadas, que se localizam dentro da vagina.
  • Colpite por Candida: colpite difusa que tem a presença de placas brancas na região vulvovaginal.

Tratamento da Colpite Difusa

O tratamento é feito, geralmente, com o medicamento metronidazol com apresentação em creme ou gel vaginal. O tratamento da doença dura 7 dias consecutivos.

A mulher deve encher a aplicador com o creme e deitar-se com os joelhos flexionados. Com uma das mãos devem introduzir o aplicador na cavidade vaginal. Recomenda-se introduzir o aplicador o mais profundo possível que conseguir dentro da cavidade vaginal.

Em seguida, pressiona-se a asa do aplicador, empurrando o embolo de creme para fora do aplicador. O embolo irá preencher todo o canal vaginal. Deposite todo o o conteúdo do aplicador na cavidade vaginal. Retire o aplicador da vagina e o descarte.

O aplicador não deve ser reutilizável. Caso a embalagem do medicamento venha com um único aplicador, esse deve, antes de ser usado, ser fervido por 15 minutos, para não correr-se o risco de reinfecção.

O creme vaginal deve ser aplicado a noite, antes de dormir.

mulher tendo coceira na vagina

Remédios

O remédio mais indicado para o tratamento é o Metronidazol, em forma de creme ou gel vaginal.

Em alguns casos, quando raramente a doença é causada pelo fungo Candida, usa-se pomadas vaginais à base de Nitrato de miconazol para o tratamento.

Pergunta dos leitores

Colpite Difusa é HPV?

Não, a Colpite Difusa não se trata de HPV.

Colpite Difusa é grave?

Não, trata-se de uma doença ginecológica considerada frequente nas mulheres, com fácil e eficaz tratamento. Mas pode levar a diagnósticos mais graves, caso não seja tratada adequadamente.