Esomex Bula – Para Que Serve? Como Tomar? Efeitos Colaterais, Contraindicações, Preço!

As doenças ácido pépticas causam um enorme desconforto e dor em quem sofre do problema e é por isso que existe Esomex. Então, se você quer saber mais sobre esse medicamento, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ele.

Para que serve o Esomex

Esse medicamento serve para tratar doenças ácido-pépticas, bem como para aliviar os sintomas da azia, dor epigástrica e regurgitação.

Como funciona o Esomex

Esomex atua diminuindo a produção de ácido no estômago. Através de um mecanismo de atuação específico que inibi a ação da bomba de prótons. O início da ação acontece logo de pois de 1 hora da administração de uma dose oral.

Como tomar o Esomex (posologia)

Esse é um medicamento de administração exclusivamente por via oral, juntamente com uma quantidade de líquido, independentemente da refeição.


Uso em adultos

Posologia para pacientes adultos

DRGE – Doença do Refluxo Gastroesofágico

  • Para tratar a esofagite de refluxo erosiva, a posologia recomenda uma dose de 40 mg, uma vez ao dia, durante 4 semanas.
  • Para tratamento de manutenção a fim de prevenir a reincidência em pacientes portadores de esofagite a posologia recomenda uma dose de 20 mg.
  • Já para tratar os sintomas de DRGE, como regurgitação ácida, pirose/azia e dor a dose indicada é de 20 mg uma vez ao dia.

Caso não haja o controle dos sinais e sintomas dentro de 4 semanas, o paciente deve ser averiguado.

Azia

Uso em pacientes em terapia contínua com anti-inflamatórios

  • Para tratar os sintomas gastrointestinais altos que estão associados ao tratamento com anti-inflamatórios a posologia recomenda uma dose de 20 mg, por uma vez ao dia.
  • Para auxiliar a cicatrizar úlceras gástricas que estão associadas ao tratamento com anti-inflamatórios, a dose recomendada é de 20 mg, uma vez por dia, por um período de 4 a 8 semanas, sendo que para alguns pacientes pode ser preciso administrar a dose de 40 mg, com a mesma frequência e duração.
  • Para a prevenção de úlceras duodenais e gástricas que estão associadas ao tratamento com anti-inflamatórios, a dose recomendada é de 20 mg uma vez por dia

Úlcera duodenal associada ao H. Pylori (Helicobacter pylori) para erradicação do Helicobacter pylori 

Nesse caso a dose recomendada é de 20 mg de Esomez, juntamente com 500 mg de claritromicina e 1 g de amoxicilina. Todos devem ser administrados juntos, duas vezes ao dia pelo período de 7 dias.

  • Em condições patológicas hipersecretoras (inclusive a síndrome de Zollinger-Ellison e hipersecreção idiopática) a dose inicial deve ser de 40 mg, duas vezes por dia. É necessário realizar o ajuste individualizado da dose sendo que já houve a administração de até 120 mg duas vezes por dia.
  • Para a prevenção de ressangramento de úlceras duodenais e gástricas e manutenção da hemostasia após um tratamento com esomeprazol sódico iv a dose é de 40 mg, uma vez ao dia, por 4 semanas.

regurgitação sintomas Esomex

Uso pediátrico e em adolescentes

Uso em crianças de 12 a 18 anos e idade

DRGE – Doença do Refluxo Gastroesofágico

  • Para tratar a esofagite de refluxo erosiva, a posologia recomenda uma dose de 40 mg, uma vez ao dia, durante 4 semanas.
  • Já para tratar os sintomas de DRGE, como regurgitação ácida, pirose/azia e dor a dose indicada é de 20 mg uma vez ao dia.

Caso não haja controle dos sintomas depois de 4 semanas, é preciso averiguar o paciente.

  • Para crianças entre 12 e 18 anos de idade o tratamento com esse medicamento não deve ser superior a 8 semanas.

Crianças: Esomex não deve ser utilizado em crianças com menos de 12 anos de idade visto a disponibilidade de dados a respeito de sua eficácia e segurança.

Insuficiência renal (rim): não é preciso ajuste de dose para esses pacientes. No caso de insuficiência renal grave, o paciente deve ser tratado com cuidado, visto a experiência limitada de estudos nesses pacientes.

Insuficiência hepática (fígado): para os casos de insuficiência leve ou moderada, não é necessário ajustar a dose. Para os casos de insuficiência hepática grave a dose diária não deve ultrapassar os 20 mg.

Siga sempre a orientação do seu médico a respeito das doses, horários e duração do tratamento. Não suspenda o tratamento sem que haja conhecimento médico.

Contraindicação do Esomex

Esse medicamento é contraindicado para pacientes que apresentem hipersensibilidade ao esomeprazol. Bem como a outros bensimidazóis (remédios anti-helmínticos benzimidazólicos)  ou a quaisquer componentes de sua fórmula.

Efeitos colaterais do Esomex

Assim como qualquer medicamento,  o uso de Esomex pode acarretar no aparecimento de reações adversas. Elas serão descritas a seguir de acordo com a sua frequência.

Reações adversas comuns (acontece com 1% a 10% dos pacientes que fazem uso de Esomex): gases, cefaleia (dor de cabeça), dor de barriga, enjoo, constipação (prisão de ventre) e vômito.

Reações adversas incomuns (acontece com 0,1% a 1% dos pacientes que fazem uso de Esomex): dificuldade para dormir, parestesia (sensação de dormência ou queimação na pele, sem motivo aparente), inchaço periférico, tontura, elevação da quantidade de enzimas do fígado, tontura, boca seca, vertigem, sonolência e reações de pele (urticária, dermatite, erupções cutâneas e coceira).

Reações adversas raras

Reações adversas raras (acontece com 0,01% a 0,1% dos pacientes que fazem uso de Esomex): trombocitopenia (redução das células responsáveis pela coagulação do sangue), leucopenia (redução do número de glóbulos brancos no sangue), hipersensibilidade (reação anafilática ou choque), hiponatremia (diminuição dos níveis séricos de sódio), visão turva, depressão, agitação, disfunção do paladar, confusão, broncoespasmos, estomatite, candidíase gastrointestinal, hepatite (inflamação do fígado) com icterícia ou não, fotossensibilidade (sensibilidade à luz), queda de cabelo (alopecia), dores articulares, febre, aumento da sudorese, dor muscular e mal-estar.

 

Reações adversas muito raras (acontece com menos de 0,01% dos pacientes que fazem uso de Esomex): agranulocitose (ausência ou insuficiência de granulócitos nosangue), pancitopenia (redução das células do sangue), alucinação, agressividade, comprometimento da função hepática, disfunções graves de pele (eritema multiforme, necrólise epidérmica tóxica e síndrome de Stevens-Johnson), miastenia (fraqueza muscular), ginecomastia (crescimento das mamas em homens), inflamação renal (nos rins), hipomagnesemia (redução dos níveis de magnésio no sangue), que pode resultar na diminuição do nível de cálcio (hipocalcemia) e também a hipocalemia (diminuição dos níveis de potássio), e colite microscópica (inflamação intestinal).

Atenção: visto que esse produto possui nova indicação no país, podem acontecer reações indesejáveis não previstas ou desconhecidas. Mesmo que as pesquisas tenham indicado sua eficácia e segurança de forma aceitável e mesmo que ele seja administrado da forma correta.

No caso de aparecimento de reações adversas decorrente do uso de Esomex, suspenda o tratamento e consulte o médico imediatamente.

 

Composição do Esomex

Esomex é um medicamento de uso adulto e pediátrico para crianças acima de 12 anos de idade.

Cada comprimido revestido de Esomex 20 mg com liberação retardada contém:

esomeprazol magnésico tri-hidratado* ………. 22,3 mg

excipientes** q.s.p……… 1 com rev de lib.

*equivalente a 20mg de esomeprazol

**lactose monoidratada, celulose microcristalina, crospovidona, amido pré-gelatinizado, dióxido de silício, estearato de magnésio, hipromelose + triacetina + dióxido de titânio, óxido de ferro vermelho, copolímero de ácido metacrílico e metacrilato de etila + talco + dióxido de silício + bicarbonato de sódio + laurilsulfato de sódio, macrogol e simeticona.

Cada comprimido revestido de Esomex 20 mg com liberação retardada contém:

retardada esomeprazol magnésico tri-hidratado* …………44,5 mg

excipientes** q.s.p. …………………… 1 com rev de lib. retardada

*equivalente a 40mg de esomeprazol

**lactose monoidratada, celulose microcristalina, crospovidona, amido pré-gelatinizado, dióxido de silício, estearato de magnésio, hipromelose + triacetina + dióxido de titânio, óxido de ferro vermelho, copolímero de ácido metacrílico e metacrilato de etila + talco + dióxido de silício + bicarbonato de sódio + laurilsulfato de sódio, macrogol e simeticona.

Esomex Bula

Superdosagem do Esomex

Não existe conhecimento de um tratamento especial para os casos de superdosagens com esse medicamento,

Caso ocorra o uso de uma grande quantidade de Esomex, procure o socorre médico imediatamente. Levando sempre consigo a bula ou a embalagem da medicação. Para mais informações ligue para 0800 722 6001.

Precauções

Sempre informe ao médico caso ocorra a perda de peso sem dieta no decorrer do tratamento com Esomex. Bem como se houver vômitos, dificuldade de deglutir alimentos, se houver sangue vivo nas fezes ou se elas ficarem escuras. Se houver suspeita ou presença de úlcera visto que o medicamento pode retardar o diagnóstico ao aliviar os sintomas.

O médico também deve ser informado caso haja um problema hereditário aro de intolerância à frutose, insuficiência de sacarase-isomaltase ou má absorção de glicose-galactose.

Alguns estudos indicam que o tratamento com fármacos da classe de  esomeprazol pode estar relacionado a um pequeno risco de fraturas que te relação com a osteoporose. Porém, em outros estudos semelhantes esse aumento não foi verificado.

Os pacientes que possuem problema de osteoporose ou fratura relacionada à isso devem ter um acompanhamento médico mais cuidadoso.

Esse medicamento deve ser administrado com extrema cautela em pacientes que sofram de insuficiência renal e hepática graves.

Não é esperado que o uso de Esomex afete a capacidade de operar máquinas e dirigir veículos.

Em crianças com menos de 12 anos de idade a experiência clinica é bastante limitada, devendo ser utilizado nesses pacientes somente sob critério do médico.

Uso na gravidez e amamentação

Esomex não é indicado para mulheres grávidas a menos que haja prescrição de um médico ou cirurgião-dentista.

Não se sabe se o esomeprazol é excretado através do leite materno, por isso ele não deve ser utilizado por mulheres que estejam amamentando.

Interação do Esomex com outros remédios

O médico também deve ser informado caso o paciente esteja fazendo uso de medicamento antirretrovirais, tais como atazanavir e nelfinavir.

A administração de esomeprazol concomitantemente com clopidogrel não deve ser realizado.

É preciso ter cautela ao utilizar esomeprazol caso esteja fazendo uso dos seguintes medicamentos:

Azia Esomex

  • Medicamento para tratar infecções fúngicas (por fungos) como itraconazol, cetoconazol e erlotinibe
  • Digoxina
  • Remédio para ansiedade como diazepam
  • Medicamento para epilepsia como a fenitoína
  • Medicamento para coagulação sanguínea como clopidogrel e varfarina
  • Fármacos que aceleram a motilidade estomacal como a cisparida
  • Metotrexato
  • Medicamentos para tratar a AIDS como saquinavir, atazanavir e nelfinavir
  • Tratamentos com amoxicilina
  • Quinidna
  • Naproxeno
  • Rofecoxibe
  • Claritomicina
  • Rifampicina
  • Voriconazol
  • Hypericum perforatum (erva de São João)

Todos esses medicamento citados acima podem sofrer alteração dos seus efeitos quando administrados concomitantemente com esomeprazol magnésico tri-hidratado

Sempre informe ao seu médico ou cirurgião-dentista caso esteja fazendo uso de algum remédio, mesmo aqueles que não exigem receita.

Não use qualquer medicamento sem que haja conhecimento médico visto que pode trazer riscos à saúde.

Armazenamento

Esomex deve ser conservado em temperatura ambiente, entre 15º e 30ºC ao abrigo de umidade e luz.

O número de lote, data de fabricação de prazo de validade podem ser encontrados na embalagem do medicamento e nunca deve ser utilizado caso esteja vencido.

Antes de usar, sempre verifique o aspecto do medicamento. Caso ele ainda esteja dentro do prazo de validade mas apresente alteração nas suas características físicas, consulte o farmacêutico para saber se ele pode ser usado.

Os comprimidos de Esomex 20 mg e 40 mg são revestidos na cor rosa, são biconvexos e lisos.

Todo e qualquer medicamento deve ser mantido longe do alcance de crianças.

Esomex Preço

Para comprar esse produto é necessária a apresentação de receita médica branca comum. O seu preço pode variar de acordo com a região e o local escolhido para a compra. Bem como se você vai comprar o produto referência ou o seu genérico.

No entanto, na internet, a embalagem com 4 blísters com 7 comprimidos de 40 mg pode ser encontrada por valores entre R$ 160 e R$ 212 reais. Já a embalagem com 4 blísters com 7 comprimidos de 20 mg pode ser encontrada por valores entre R$ 61 e R$ 202 reais.

Esomex Genérico

Para encontrar o genérico desse medicamento, basta ir até a farmácia mais próxima e solicitar ao farmacêutico pelo princípio ativo da fórmula de Esomex. Que é o Esomeprazol Magnésico, produzido por diversos outros laboratórios.

Vale lembrar que é importante observar se a concentração do medicamento genérico confere com a do medicamento referência. Que é a de 20 mg pu 40 mg, de acordo com a recomendação médica.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre Esomex, suas indicações e como ele funciona.