Fibrase (Pomada) – Para Que Serve? Como Funciona? Qual o Preço?!

Fibrase é o nome comercial da substância fibrinolisina. Trata-se de um medicamento antibiótico que se apresenta em forma de pomada e é indicado para o tratamento de lesões da pele, com ou sem processo infeccioso.

Os princípios ativos do medicamento são: Fibrinolisina, Cloranfenicol e Desoxirribonuclease. O uso do produto é tópico e está indicado para adultos, crianças e idosos.

O medicamento é comercializada em formas de bisnaga, contendo 10 g ou 30 g.

A embalagem do produto deve ser armazenada em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegida do sol ou da luz direta – para não interferir na eficácia dos componentes da fórmula do medicamento.


Fibrase tem como características uma textura suave, de cor branca opalescente, inodora e arenosa.

Para que serve a pomada Fibrase

Como já mencionado, Fibrase é uma medicação antibiótica que se trata de uma pomada. O medicamento está indicado para tratar lesões infectadas cutâneas. A pomada é recomendada para lesões na pele em geral, como úlceras superficiais, feridas, queimaduras, entre outros problemas.

Como funciona o Fibrase

Fibrase se trata de uma combinação de enzimas ativas, que aceleram a destruição de células da pele que sofreram agressão por inflamação, cauterizações ou infecção. É um medicamento antibiótico bacteriostático, ou seja, ele inibe que as bactérias se reproduzam, mas sem matá-las diretamente.

Essa combinação age de forma dupla, como um agente que remove substâncias que atacaram a pele. Recomenda-se usar o medicamento sobre a área limpa para que a reação da medicação aconteça da forma esperada.

Fibrase para queimadura

Composição

A cada grama da pomada Fibrase  contém o equivalente a 1 U (Loomis) de fibrinolisina, 10 mg de cloranfenicol e 666 U de desoxirribonuclease.

Excipiente: petrolato base (a). (a) = mistura de 95% de óleo mineral e 5% de polietileno.

Como usar a pomada Fibrase

Fibrase está indicada apenas para o uso tópico, sobre a área da pele que sofreu a lesão. Recomenda-se muita atenção para que o produto não atinja os olhos ou regiões próxima a eles.

O médico deve orientar como a pomada deve ser usada na área lesionada. Essa indicação é, geralmente, feita com base na gravidade do ferimento, no tamanho da área com lesão e outras características do problema.

INSTRUÇÕES PARA USO

Para que aconteça adequadamente o processo de debridamento enzimático (tecido desvitalizado presente na ferida), diversos pontos devem ser levados em consideração. Confira a seguir:

  1. É preciso que seja removido de forma cirúrgica toda e qualquer escara seca e espessa, antes do debridamento enzimático a ser feito;
  2. A enzina deve ser mantida em contato com a substância;
  3. Qualquer presença de Debris necróticos na região devem ser removidas de maneira periódica;
  4. Deve-se aplicar a enzima ao menos uma vez ao dia. Essa aplicação deve ser realizada a cada  cada 6 ou 8 horas, para possibilitar um resultado melhor e eficaz para o tratamento da área afetada;
  5. Assim que for conseguido um ótimo debridamento da região e sempre que for possível é recomendado investir na cicatrização secundária ou o enxerto de pele. É fundamental que esta técnica de curativo seja feita em condições assépticas. Também é recomendado a administração concomitante de antibióticos de ação sistêmica adequada – por indicação médica.
  6. É recomendada que a aplicação na região tratada seja repetida em períodos regulares, durante a tempo em que se é almejada a ação enzimática do produto. Depois da aplicação, a atividade da Fibrase tende a reduzir progressiva e rapidamente e se extinguir no final de aproximadamente 24 horas.

Recomendações para a aplicação de Fibrase

Para a segurança do paciente, a bisnaga de Fibrase é comercializada de forma totalmente fechada e lacrada. Para abrir a embalagem não se faz necessário o uso de nenhum objeto cortante.

  1. Remova a tampa da bisnaga.
  2. Fure o lacre se segurança da bisnaga do produto, introduzindo o bico perfurante que vem na própria tampa da pomada.
  3. Faça a higienização adequada e completa da ferida (de acordo com as instruções médicas). Geralmente essa limpeza é indicada ser feita com água, sabão neutro e soro fisiológico. Seque delicadamente a área a ser tratada. Vale ressaltar que se houver presença de escara seca e rígida será necessária a sua remoção de forma cirúrgica, antes da aplicação de Fibrase.
  4. Aplique uma fina camada de Fibrase na região a ser tratada.
  5. Com uma gaze, cubra a região afetada, fazendo um curativo não aderente à pele
  6. Substitua o curativo pelo menos duas ou três vezes ao dia. Essa troca do curativo permite mais aplicações do produto, que é importante para se obter a quantidade necessária de Fibrase para a cura da lesão.
  7. Faça a remoção de qualquer vestígio de debris necróticos e exsudato fibrinoso através do uso do soro fisiológico ou, então,  com água morna. Isso é importante para que a Fibrase seja aplicada de novo e entre em contato com o o substrato.

Contraindicação

Fibrase geralmente é bem tolerada pelos pacientes. Porém, não recomenda-se o seu uso por pessoas que apresentem reações de hipersensibilidade (alergia) a um dos componente da fórmula.

Efeitos colaterais do Fibrase

Como mencionado, é bem tolerado para a grande maioria dos pacientes. No entanto, pode haver a ocorrência se reações de sensibilidade, como acontece com outras medicações de uso tópico. Essas reações são:

  • ardência
  • coceira
  • urticária, que são exibidas por lesões originárias de uma reação alérgica na região tratada. A área costuma ficar com aspecto avermelhado e elevado, além de apresentar coceiras intensas
  • dermatite maculopapular, que se caracteriza por manchas avermelhadas
  • discrasias sanguíneas, que são alterações na composição do sangue.
  • dermatite vesicular, que se trata de uma inflação da área tratada, caracterizada pela presença de pequenas bolhas

Outros cuidados:

  • Caso ocorra qualquer uma das reações citadas acima, o médico deve ser comunicado. Provavelmente o tratamento com Fibrase, nesses casos, é suspenso.
  • Fibrase deve ser administrada com cuidado em pacientes com histórico de alergia a produtos que contenham origem bovina.
  • Caso apareçam novos processos infecciosos durante o período do tratamento, o médico deve ser comunicado
  • O uso de Fibrase não indicou efeitos colaterais nas doses recomendadas na embalagem ou pelo médico. Até mesmo em altas concentrações, os efeitos colaterais se demonstraram leves e suportáveis, como a avermelhamento local.
  • Foram observados casos de hipoplasia (diminuição da atividade formadora dos tecidos orgânicos) da medula óssea – o que incluiu anemia maleável e morte, após o uso local de cloranfenicol.

Fibrase para dores

Superdosagem

Não há registros ou relatos de superdosagem de Fibrase. No entanto, as quantidades aplicadas na região a ser tratada devem ser exatamente as indicadas na embalagem do produto ou recomendadas pelo seu médico.

Precauções

  • Interações medicamentosas de Fibrase: comunique sempre o seu médico sobre as medicações que você está usando.
  • Uso de Fibrase na gravidez e amamentação: não existem estudos controlados sobre efeitos de Fibrase durante a gestação e fase de amamentação. Porém, o médico deve ser comunicado se você estiver passando por uma dessas situações.

Interação do Fibrase com outros remédios

Não existem relatos de interação medicamentosa para o uso de Fibrase. Porém, sempre informe ao seu médico sobre qualquer medicação que esteja usando.

Apenas o médico pode avaliar se acontecerão reações adversas do uso de Fibrase juntamente com outra medicação.

Fibrase Preço

caixa de Fibrase

O preço médio da Fibrase é de R$ 28,70.

Vale ressaltar que podem haver diferenciações no valor do medicamento, de acordo com o estabelecimento que o comercializa.

Outro fator importante é que Fibrase contém substâncias antibióticas em sua fórmula. Assim, o remédio só pode ser adquirido com a retenção da receita pela farmácia ou drogaria.

Fibrase Genérico

Até o momento não existem versões genéricas para Fibrase.

Pergunta dos leitores

Fibrase é um cicatrizante?

Sim, Fibrase pode ser considerado um cicatrizante de alta potência para lesões na pele, como úlceras superficiais, por exemplo.

        O que fazer se eu esquecer de aplicar a Fibrase?

Se você se esquecer de fazer a aplicação na hora indicada pelo seu médico, aplique o medicamento assim que se lembrar. No entanto, se já estiver próximo do horário para aplicar uma nova dose de Fibrase, “pule” a dose esquecida, dando continuidade normalmente ao tratamento.

Nunca use o medicamento em dobro no caso de esquecimento, pois podem gerar complicações na área que está sendo tratada com Fibrase. Lembre-se que o esquecimento das aplicações podem interferir nos resultados esperados do tratamento. Portanto, tente sempre fazer as aplicações em todos os horários indicados pelo seu médico.

       Quais os tipos mais comuns de lesões de pele?

Há basicamente dois tipos principais e mais comuns de lesões de pele. Elas são divididas em Primárias e Secundárias

  • Lesões de pele Primárias: são lesões cutâneas que se formam em razão de alguma doença dermatológica ou infecção. Essas lesões costumam mudar a coloração e a textura da pele. Por exemplo, sardas não podem ser consideradas lesões de pele, pois são formadas no momento do nascimento da pessoa e não em virtude de alguma doença.

As Lesões cutâneas Primárias são regularmente classificadas cem categorias morfológicas, de acordo com suas características físicas e localização.

  • Secundárias lesões da  pele: lesões Secundárias cutâneas merecem mais atenção que as Primárias. Caso uma lesão se agrave ou infeccione ela passa a ser considerada Secundária. Vale saber que algumas das lesões Secundárias são ocasionadas por contato físico insistente com outras áreas já infectadas.