Glifage Bula – Emagrece? Para Que Serve? Como Funciona? Efeitos Colaterais, Contraindicações, Preço

Glifage é um medicamento do tipo antidiabético oral que serve para tratar a diabetes do tipo 1, a diabetes do tipo 2 e ainda ajuda no tratamento da síndrome de ovários policísticos. Então, para saber mais sobre esse medicamento, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ele.

Para que serve Glifage

Esse medicamento nada mais é do que um antidiabético oral. Devendo ser administrado em associação com uma dieta apropriada no tratamento do diabetes de tido 2. O uso pode ser isolado ou combinado com outros antidiabéticos orais, tais como os da classe das sunfonilureias.

Glifage ainda pode ser utilizado para o tratamento da tipo 1 de forma complementar a insulinoterapia.

Esse medicamento ainda pode ser administrado para a Síndrome dos Ovários Policísticos, que nada mais é do que uma condição caracterizada por ciclos menstruais irregulares. E também caracterizada com certa frequência a presença de obesidade e pelos e excesso.


dieta diabéticos

Como funciona o Glifage

Esse medicamento possui a metmorfina, que é um medicamento utilizado para tratar a diabetes e que pertence ao grupo dos biguanidas.

A insulina é uma substância hormonal, normalmente produzida pelo pâncreas que possibilita que os tecidos do corpo façam a absorção da glicose, eu é o açúcar do sangue, usando-a para produzir energia ou armazená-la.

Quando o paciente tem diabetes, a produção de insulina do pâncreas está comprometida e o corpo não tem mais a capacidade de utiliza-la de forma adequada.

Quando isso acontece, ocorre uma elevação do nível de açúcar no sangue. É justamente nesse ponto que entre Glifage, que atua ajudando na redução desses níveis, deixando-os o mais regulados possível.

Além disso, o uso da metformina ainda foi associado à estabilização do peso corporal ou a uma perda de peso moderada em estudos clínicos.

Composição

Glifage 500

 Cada comprimido de Glifage 500 mg contém:

cloridrato de metformina ……………500 mg

(equivalente a 390 mg de metformina)

Excipientes: estearato de magnésio, hipromelose, povidona.

Cada comprimido de Glifage 850 mg contém:

cloridrato de metformina ……………850 mg

(equivalente a 663 mg de metformina)

Excipientes: estearato de magnésio, hipromelose, povidona.

Cada comprimido de Glifage 1 g contém:

cloridrato de metformina …………… 1 g
(equivalente a 780 mg de metformina)
Excipientes: estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, povidona.

Como tomar o Glifage

Obviamente que o uso desse medicamento não irá substituir os benefícios de uma vida saudável. Por isso, sempre siga a recomendação e dieta do médico, juntamente com a pratica de atividades físicas.

Os comprimidos de Glifage devem ser administrados durante ou após as refeições, iniciando o tratamento com uma dose pequena, aumentando-a gradualmente. Com isso é possível diminuir significativamente a ocorrência de efeitos adversos gastrointestinais.

O comprimido de Glifage deve ser administrado juntamente com cum copo de água. Devendo ser engolido inteiro, sem mastigar ou partir.

A posologia recomenda as seguintes doses e modo de tomar:

  • Pela manhã, no café da manha, sempre que for o caso de dose única diária;
  • Pela manhã e à noite, no café da manha e jantar, quando forem duas administrações por dia;
  • Pela manhã, ao meio-dia e à noite, no café da manhã, almoço e jantar, quando forem 3 administrações por dia.

Em pacientes com diabetes do tipo 2 (não-dependentes de insulina)

Nesse caso ele pode ser administrado de forma isolada ou em combinação com outros fármacos.

Para os comprimidos de 500 mg a posologia recomenda uma dosagem e 1 comprimido, duas vezes ao dia (café da manhã e jantar) para adultos. A dose pode ser aumentada semanalmente até chegar à dose diária máxima de 5 comprimidos caso seja preciso, alcançando o limite de 2.500 mg (dois comprimidos no café da manhã, um no almoço e dois no jantar).

Para os comprimidos de 850 mg a posologia recomenda uma dose inicial de 1 comprimido, durante o café da manhã e jantar) para adultos e crianças cm mais de 10 anos de idade.

A dose pode ser aumentada a cada duas semanas até chegar à dose diária máxima de 3 comprimidos caso seja preciso, alcançando o limite de 2.550 mg (um comprimido no café da manhã, um no almoço e um no jantar).

Para os comprimidos de 1 g, para pacientes que usam uma alta dose desse medicamento, é possível substituir dois comprimidos de 500 mg por apenas 1 de 1 g. em crianças com mais de 10 anos de idade, a dosagem máxima diária não deve ultrapassar os 2.000 mg.

Uso em pacientes idosos

De uma maneira geral, os pacientes idosos não devem receber a dose máxima diária desse medicamento, por isso, ele deve ser utilizado com cautela nessa população.

Avisos

Uso em crianças e adolescentes

Esse medicamento não deve ser utilizado em pacientes pediátricos com menos de 10 anos de idade.

Siga sempre a orientação do médico no que diz respeito aos horários, doses e duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem que haja conhecimento médico.

Esse medicamento não deve ser mastigado ou partido.

Contraindicação

Glifage não deve ser administrado em pacientes que apresentem reação de hipersensibilidade (reação alérgica) à metformina ou a qualquer um dos componentes da sua fórmula.

Além disso, ele não deve ser utilizado nos seguintes casos:

  • Se o paciente possui problemas no funcionamento renal (dos rins) ou hepático (do fígado).
  • Caso tenha diabetes não controlada com cetoacidose grave ou hiperglicemia.
  • Caso o paciente apresente sinais de desidratação (por exemplo: em decorrência de uma diarreia grave) ou se estiver com algum tipo de infecção (tal como infecção do trato urinário)
  • Se o paciente estiver realizando tratamento para distúrbios cardíacos, tiver passado recentemente por um ataque cardíaco, tiver dificuldade respiratória ou problemas circulatórios graves.
  • Se o paciente fizer uso e bebidas alcoólicas em excesso.
  • Caso o paciente tratado tenha que ser submetido a uma cirurgia de grande porte ou a exames que necessitem de contraste.

Sempre informe ao médico no caso de alguma dessas situações citadas acima.

Precauções

Glifage Bula

Usar este medicamento pode levar ao surgimento de uma condição rara chamada acidose lática, principalmente se os rins estiverem comprometidos. Esse risco também é aumentado nos casos de diabetes não controlada, ingestão e álcool e jejum prolongado.

É preciso realizar a devida avaliação dos rins, antes mesmo de iniciar o tratamento com esse medicamento. Bem como no decorrer dele, especialmente quando em pacientes idosos ou quando os níveis de creatinina estão próximos do limite.

De forma isolada, o uso de Glifage não provoca glicemia. No entanto, ao ser administrado juntamente com outros medicamentos para diabetes que possam causar hipoglicemia, pode ocorrer o desenvolvimento dessa condição.

O uso desse medicamento não exclui a necessidade de ter uma boa alimentação, uma dieta com pouco açúcar e atividade física.

Visto que, isoladamente, esse medicamento não causa a hipoglicemia, a sua utilização não irá interferir na capacidade de operar máquinas ou dirigir veículos. Caso contrário, essas atividades devem ser evitadas.

A ingestão de alimentos juntamente com a administração dos comprimidos não interfere na sua absorção. No entanto, o uso de bebidas alcoólicas é contraindicado.

Durante a gravidez, o diabetes deve ser prioritariamente controlado com insulina. As pacientes grávidas, com suspeita de gravidez ou intenção de engravidas devem comunicar ao médico para que ele altere o tratamento.

Não se deve utilizar nenhum medicamento se que haja conhecimento e orientação médica visto que pode trazer riscos à saúde.

Efeitos colaterais do Glifage

Assim como qualquer medicamento, o uso de Glifage pode gerar a ocorrência de reações adversas que, claro, não acontecem com todas as pessoas. Esses efeitos indesejáveis podem ser os seguintes

Frequência muito comum:

  • Problemas digestivos, tais como vômito
  • Náuseas
  • Diarreia
  • Dor de barriga
  • Perda de apetite

Sendo mais comuns no início do tratamento.

Frequência comum: alterações no paladar.

Frequência muito rara: acidose lática, reações cutâneas (de pele), urticária, coceira, diminuição dos níveis de vitamina B12 e alteração em exames de função hepática ou inflamações (com cansaço, perda de peso, entre outros). Nosse caso o tratamento deve ser descontinuado.

Uso em crianças e adolescentes

Os dados nessa população são limitados e demonstram similaridade na ocorrência, na gravidade e na natureza das reações adversas se comparados com adultos.

Sempre informe ao médico, cirurgião dentista ou farmacêutico caso apareçam efeitos adversos decorrentes do uso desse medicamento.

Superdosagem

No caso da ingestão e mais comprimidos do que manda a posologia, o paciente corre o risco de desenvolvimento da acidose lática e deve procurar o médico imediatamente.

Caso ocorra o uso de uma grande quantidade desse fármaco, é imprescindível procurar pelo socorro médico o quanto antes, levando consigo a bula ou a embalagem da medicação. Para mais orientações ligue para 0800 722 6001.

Interação do Glifage com outros remédios

Esse medicamento pode apresentar interação com inibidores da enzima da conversão da angiotensina; diuréticos; agonistas beta-2 tais como salbutamol ou terbutalina; corticosteroides ou tetracosactida; clorpromazina e danazol.

Glifage Preço

Para comprar esse remédio é necessária a apresentação de receita médica branca comum. O seu preço pode variar de acordo com a região na qual você se encontra e o local escolhido para a compra. Bem como se você vai comprar o produto referência ou o seu genérico, sendo a segunda opção ser mais barata.

No entanto, na internet, a caixa com 30 comprimidos de 500 mg de Glifage pode ser encontrada por valores entre R$ 15 e R$ 19 reais. Já a caixa com 30 comprimidos de 1 g pode ser encontrada por valores entre R$ 28 e R$ 40 reais.

Glifage Genérico

Para encontrar o genérico desse medicamento basta ir até a farmácia mais próxima. Devendo solicitar ao farmacêutico pelo princípio ativo de Glifage, que é o Cloridrato de Metformina.

Vale lembrar que é muito importante conferir se a concentração do medicamento é a mesma recomendada pelo médico.

Pergunta dos leitores

Glifage emagrece?

Segundo a bula, os estudos clínicos mostram que esse medicamento foi associado com a estabilização do peso. Tendo até mesmo uma perda de peso moderada.

Pronto, agora você sabe um pouco mais sobre Glifage, como funciona e suas indicações.