Luxação – O que é? Causas, Sintomas e Tratamento

Lesões podem ocorrer a qualquer momento na vida do ser humano, com destaque principal para as que se localizam nas articulações do corpo. Além de causarem grandes desconfortos na movimentação, esses danos costumam apresentar uma dor insuportável, com a pessoa tendo de buscar ajuda médica com rapidez e urgência.

Uma das lesões que podem ocorrer nas articulações são as luxações, também conhecidas como um deslocamento de osso, com o mesmo ficando fora do seu local de origem. Com isso, hoje, nesse artigo, estaremos abordando informações importantes sobre essa lesão, incluindo modos de tratamento, como conseguir se prevenir da ocorrência dela e os principais sintomas apresentados.

O que é Luxação

Luxação, como já foi descrito no texto inicial desse artigo, é uma lesão do tipo intra-articular que ocorre por conta de uma perda do contato articular, no caso, quando um, ou mais, osso é descolocado, e, assim, ficando fora do seu encaixe original. Normalmente, ela ocorre por alguma fratura ou força excessiva nas articulações causada por algum tipo de traumatismo que a pessoa sofreu, como acidade ou queda, por exemplo. Além disso, luxação também pode ser resultado de doenças como artrite ou artrose.

Qualquer articulação do corpo humano está propensa a sofrer um deslocamento do osso e causar uma luxação, porém as regiões mais comum de acontecer são: ombro, quadril, joelho, fêmur, tornozelo, dedos, punhos e cotovelo.


Vale ressaltar que, por ser uma condição bem perigosa e com sintomas dolorosos, é essencial que a pessoa que sofreu uma luxação busque ajude médica com rapidez.

O que é Luxação?

Sintomas da Luxação

Os sintomas mais comuns apresentados nas pessoas com luxação são:

  • Dor e inchaço na região que ocorre o descolocamento do osso
  • Formigamento e dormência em torno da região que ocorre o descolocamento do osso
  • Alteração na aparência da articulação
  • Fratura exposta, em alguns casos
  • Dificuldade ou incapacidade de fazer movimentos simples
  • Dor ao se movimentar

Ao surgimento de qualquer um desses sintomas citados acima, o paciente deve buscar orientação médica para confirmar a presença de uma luxação.

Tipos de Luxação

Existem dois tipos de luxação que podem ocorrer nas pessoas:

  • Luxação completa: quando o osso da articulação tem seu deslocamento por completo, ficando totalmente fora da posição original.
  • Sub-luxação: quando a lesão ocorre de maneira incompleta, com o osso não ficando totalmente separado e o descolocamento sendo reduzido.

Grupos de risco

Qualquer pessoa está propensa a ficar exposta a ter uma luxação, porém existem algumas que possuem maior possibilidade que ter a lesão. São elas:

  • Atletas, principalmente os que exigem muito das articulações
  • Crianças e idosos, pois possuem maiores chances de sofrerem quedas e seu corpo é mais frágil
  • Quem possuem artrite reumatoide ou deficiências congênitas
  • Quem tenha alguma herança de ligamentos sensíveis
  • Já ter tido um descolocamento do osso anteriormente

Causas da Luxação

As principais causas e ocorrências que podem propiciar a Luxação são:

  • Algum traumatismo
  • Quedas
  • Fraturas
  • Doença congênita
  • Ligamentos e/ou músculos frouxos
  • Algumas doenças crônicas

Diagnóstico

Inicialmente, o médico irá fazer um exame clínico, observando a região e vendo como está o estado da pele e circulação, da qual ele já poderá descobrir a presença ou não da luxação. Em seguida, para uma confirmação mais especifica, principalmente do local onde ocorreu o deslocamento do osso, será necessário a realização de um raio-X.

Além disso, depois do início do tratamento, o médico pode solicitar que o paciente passe por exames de ressonância magnética e tomografia computadorizada.

Tratamento para Luxação

Somente o médico pode dar início e indicações sobre o tratamento para luxação.

O processo de tratamento é diretamente para colocar o osso deslocado de volta para seu local. Em certos momentos, necessitando, até mesmo, de cirurgia para executar essa recolocação.

O paciente deve buscar o tratamento o mais rápido possível, assim que notar um dos possíveis sintomas causados pela luxação.

Luxação

Após ter colocado o osso no local de origem, o médico irá imobilizar a articulação lesionada, para uma melhor recuperação. Durante esse período, o paciente será recomendado a tomar medicamentos como: Diclofenaco, Ibuprofeno, Naproxeno ou Paracetamol.

Ao fim, depois da recuperação da articulação, o paciente deverá fazer algumas sessões de fisioterapia.

Existem alguns medicamentos naturais que podem ser utilizados para tratamento, porém só podem iniciar seu uso depois da orientação médica. São eles: arnica, ruta graveolens, rhus toxicodendron, casca de janaúba, látex extraído do pinhão-manso e chá de mangaba.

Complicações

Normalmente, as chances de complicação, após o tratamento eficiente e rápido das luxações, são bem raras. Porém, em casos de uma luxação mais séria e sem o tratamento adequado, as seguintes complicações podem ocorrer:

  • Músculos, ligamentos e tendões sendo danificados.
  • Alterações nos nervos e vasos sanguíneos próximos onde ocorreu a lesão
  • Aumentar a chance de sofrer outra luxação
  • Artrite
  • Ossos sendo danificados

Prevenção

As principais prevenções que as pessoas devem tomar no dia a dia para evitar a ocorrência de luxações são:

  • Descer com cuidados as escadas
  • Colocar tapetes antiderrapantes em locais que existem grandes chances de ficar com o chão molhado
  • Sempre tenha disponível um kit de primeiros socorros
  • Não exagere nos movimentos durante atividades físicas, usando o equipamento recomendado de proteção
  • Supervisione as atividades de crianças e idosos
  • Se movimente com segurança
  • Use o cinto de segurança quando estiver andando de carro