Macrocefalia – Sintomas, Causas, Diagnóstico, Fotos


Existem diversas doenças complexas e difíceis de serem tratadas ou apresentadas informações concretas sobre. Um desses casos é a macrocefalia. Essa patologia ganhou grande popularidade nos últimos anos, principalmente no Brasil, onde diversos casos foram diagnosticados, causando problemas e levando crianças ao óbito.

É dividida entre tipos, alterando a sua gravidade e preocupação necessária para os pais da criança.

Diante da importância em busca de informações em torno dessa doença, hoje, nesse artigo, estaremos abordando os detalhes dela.

Os principais pontos abordados da macrocefalia hoje serão: principais causas e sintomas, diagnósticos e exames, quando é necessária ajuda médica e principais fatores de risco.


O que é Macrocefalia?

É uma doença que afeta, principalmente, o tamanho da cabeça de recém-nascidos, deixando maior do que o comum.

Essa patologia é considerada rara, sendo que grande parte dos casos não são alarmantes ou tão raros.

Sintomas da Macrocefalia

Os sintomas mais comuns que podem ser apresentados são:

  • Crescimento anormal da cabeça e do cérebro
  • Dificuldades de se equilibrar e movimentar
  • Ficar irritado bem facilmente
  • Vômitos
  • Epilepsia
  • Veias dilatadas e bem expostas na cabeça
  • Olhos baixos
  • Dor de cabeça
  • Problemas para aprender
  • Alterações na fala
  • Estrabismo
  • Desenvolvimento e crescimento lento
  • Perda de fome
  • Sonolência em excesso

Causas da MacrocefaliaMacrocefalia

Os fatores mais comuns de causarem a macrocefalia são:

  • Herança genética de algum familiar próximo
  • Resultados de alguma doença, como hidrocefalia, tumor cerebral, sangramento ou hematoma no crânio, Síndrome de Morquio ou Doença de Canavan

Fatores de risco

Existem alguns casos e fatores que aumentam o risco de um recém-nascido adquirir a macrocefalia. São eles:

  • Possuir algum familiar próximo que já sofreu com a doença
  • Sofrer com autismo
  • Possuir hidrocefalia, doença de Alexander, doença de Canavan ou neurofibromatose
  • A mãe, durante a gestão, for infectada com zika ou dengue

Diagnóstico

O diagnóstico deve ser feito em recém-nascidos, quando pais perceberem qualquer tipo alteração no tamanho da cabeça deles.

O pediatra que irá detectar a patologia na criança, fazendo exames específicos na cabeça, com analises periódicas, para um diagnóstico mais efetivo.

Em certos casos, durante o pré-natal já é possível fazer o diagnóstico de possíveis alterações no crânio do bebê.

Após a confirmação da macrocefalia, o pediatra irá iniciar alguns diagnósticos cerebrais e neurológicos sobre a criança, verificando a condição do seu cérebro.

Os principais exames executados na criança durante o diagnóstico da doença são:

  • Ultrassonografia
  • Tomografia
  • Ressonância magnética
  • Eletroencefalograma

Quando buscar ajuda médica

A busca por um pediatra é sempre necessária aos pais observarem qualquer tipo de alteração no tamanho da cabeça do seu filho ou outro sintoma.

Idas periódicas à um pediatra é sempre importante de ser feita, para evitar qualquer tipo de problema na criança.

Macrocefalia Fotos

Criança com Macrocefalia Macrocefalia fotos Bebê com Macrocefalia Macrocefalia em bebê

Pergunta dos leitores

Macrocefalia é hereditário?

Sim, uma das principais causas possíveis e mais comuns é o fator hereditário.

Macrocefalia tem cura?

Não existe nenhum tipo de cura ou tratamento, ainda, descoberto para pessoas com macrocefalia.

Existem medicamentos que o pediatra pode recomendar para a criança aliviar alguns dos principais sintomas apresentados.

Qual a diferença entre Macrocefalia e Microcefalia?

A principalmente diferença é que ambos são opostos, então a Macrocefalia causa o aumento da cabeça, a Microcefalia causa a diminuição.