Minilax Bula: Para Que Serve? Como Usar? Tem Efeitos Colaterais? Preço

A famosa “prisão de ventre”, chamada clinicamente como constipação é a falta de evacuações que podem provocar complicações á saúde como, desconforto e dores intestinais. E para isso serve o Minilax.

A solução natural é ter uma alimentação saudável, com frutas, legumes, verduras, além do consumo maior de água. Porém mesmo mantendo uma boa alimentação ás vezes não é o suficiente. O normal é que o indivíduo evacue pelo menos 1 vez ao dia, mas não é isso que acontece com a maioria das pessoas.

Usar laxantes pode ser uma solução, pois a prisão de ventre faz com que as fezes fiquem ressecadas. Portanto é necessário grande esforço para evacuar e o laxante é um remédio que auxilia no tratamento da constipação.

Minilax é um medicamento de uso retal indicado para adultos e crianças acima de 2 dias de vida. Produzido pelo laboratório Eurofarma, o medicamento é comercializado em embalagens com 7 bisnagas de 6,5 g.


O principio ativo do medicamento é o sorbitol + laurilsulfato de sódio, que possui característica de um líquido levemente viscoso, incolor e imune de impurezas.

Para que serve o Minilax (indicação)

Minilax serve para o tratamento da prisão de ventre. O laxante ajuda na normalização do ritmo intestinal e também pode ser utilizado para proporcionar o esvaziamento intestinal no preparo para realização de anuscopia, retoscopia, partos e urografia excretora.

Como funciona

Possui em sua composição o sorbitol + laurilsulfato de sódio, que promove o amolecimento das fezes, estimulando a contração da musculatura e evacuação.

O medicamento causa distensão (alargamento) da parede intestinal. Minilax começa a agir entre 5 a 40 minutos após o uso.

pessoa com priisão de ventre

Como colocar Minilax

Assim como qualquer medicamento, o uso de Minilax também deve ser recomendado pelo médico. Ele que irá determinar a dose exata e o horário no qual o medicamento deve ser usado.

Modo de usar: Corte a ponta da cânula e aplique por via retal (através do ânus). Insira levemente a cânula e comprima a bisnaga, até que todo o conteúdo do produto tenha sido excretado.

De acordo com a orientação médica e/ou necessidade poderão ser aplicadas até duas doses simultaneamente, especialmente em casos de fecaloma (grande massa de fezes endurecidas localizadas no reto).

Caso, o paciente esqueça de uma aplicação, poderá fazer a mesma, assim que se lembrar. Porém se já estiver próximo do horário da próxima aplicação, aguarde por esse horário respeitando sempre o intervalo determinado pelo médico.

Em casos de superdosagem, o paciente poderá sofrer reações adversas. Assim será necessário interromper o tratamento e procurar uma emergência médica.

Composição

Cada grama de Minilax possui 714,0 mg de sorbitol a 70% e 7,70 mg de laurilsulfato de sódio.

Excipientes: metilparabeno, álcool etílico, citrato de sódio di-hidratado, glicerol, água deionizada e propilparabeno.

Contraindicação

É contraindicado em pacientes que tenham alergia ao sorbitol, ao laurilsulfato de sódio ou a qualquer um dos componentes da fórmula do medicamento. Minilax não deve ser usado por gestantes sem prescrição médica. O medicamento também é contraindicado para bebês menores de 2 dias de vida.

Efeitos colaterais do Minilax

Pode provocar efeitos colaterais em alguns pacientes, porém são raras as manifestações adversas.

Reações incomuns (ocorrem com 0,1% até 1% dos pacientes): Ardência retal.
Reações raras (ocorrem com 0,01% a 0,1% dos pacientes): Reações alérgicas.

Outros efeitos colaterais não foram identificados. Caso o paciente apresente qualquer tipo de manifestação que não tenha sido citada acima, deverá procurar uma emergência médica com urgência e interromper o uso do produto.

Precauções

caixa do minilax

Minilax, em geral é bem tolerado. Porém o seu uso deve ser evitado se estiver apresentando hemorragia gastrointestinal ou doença inflamatória do cólon e do reto.

Você deve informar o seu médico caso ocorra gravidez durante o uso do medicamento. O médico também deve ser informado, caso você esteja amamentando.

Minilax deve ser conservado em temperatura ambiente, entre 15°C e 30°C.

Não use medicamento vencido, pois pode ser prejudicial á sua saúde. A data de validade, assim como data de fabricação e número de lote são fornecidas na embalagem externa do produto.

Interação do Minilax com outros remédios

Minilax não sofre sofre interações com outros medicamentos. Porém você deve informar ao seu médico caso esteja tomando qualquer tipo de remédio, inclusive os medicamentos que não necessitam de receita médica.

Minilax Preço

O Minilax é um laxante que promove a fluidez do material fecal, facilitando a saída das fezes.

É necessário receita médica (branca comum) para adquirir o produto. O mesmo pode ser encontrado nas redes de drogarias e farmácias de todo o Brasil e também pela internet.

O preço de Minilax pode variar de R$ 26,52 até R$ 32,89. Esse valor vai depender da região ou loja de sua preferência.

Minilax Genérico

Sorbitol é o medicamento referência de Minilax que também tem como objetivo ajudar no tratamento da prisão de ventre.

O medicamento genérico também necessita de prescrição médica (branca comum) e é vendido pela internet e redes de drogarias. O preço médio do similar de Minilax é entre R$ 8,70 a R$ 22,30.

Pergunta dos leitores

Minilax ou supositório de Glicerina, qual usar?

O supositório de Glicerina é um laxante que ajuda no tratamento da prisão de ventre e lavagem intestinal. Porém o Minilax é um laxante mais potente, que tem o mesmo efeito, mas é indicado para quem está a mais de três dias sem evacuar, ou que apresente fezes em cíbalos (bolinhas em pequenas quantidades).