Neosoro Bula – Para Que Serve? Faz Mal? Efeitos Colaterais, Composição

Ficar com o nariz entupido é um grande incômodo, não? De fato existem diversas razões para que isso ocorra, como resfriados, sinusite, rinite, entre outras situações. Neosoro é o descongestionante nasal que surgiu para resolver esse problema.

Para que serve o Neosoro

Neosoro é um medicamento que atua contra a descongestionamento nasal. Indicado tanto para adultos quanto para crianças, desentope o nariz do paciente.

Além disso, possui também outras funções secundárias, como atividade antisséptica. Deste modo, ele não só desentope o nariz como atua contra bactérias e fungos.

Como funciona o Neosoro

Neosoro funciona a partir da lavagem/irrigação da cavidade nasal. E é assim que ocorre a limpeza mucociliar, através da lubrificação das narinas, removendo o material cristalizado. Em um estudo com 40 pacientes demonstrou que após 10 minutos do uso houve diminuição da espessura da mucosa. O efeito descongestionante foi uniforme após 20 minutos. Em outros estudos, menos de 1% não obteve o resultado esperado.


O medicamento também é eficaz quando utilizado como descongestionante nasal apenas para o alívio dos sintomas da gripe comum, sinusite e alergias em geral. Ou seja, seja qual for o motivo que há o entupimento nasal, Neosoro pode resolver.

Neosoro o que é

Composição do Neosoro

Sobre a composição em gotas: cada mL representa 30 gotas da solução. Cada mL possui 0,5 mg de cloridrato de nafazolina, 9,0 mg de cloreto de sódio e 0,1 mg de cloreto de benzalcônio. Além disso, há os componentes do veículo. São eles: cloreto de benzalcônio, cloreto de sódio e água.

Como usar o Neosoro

É um medicamento que está disponível em gotas e spray. Por isso, o modo de uso e posologia varia nos dois casos.

Neosoro gotas

Neosoro efeitos colaterais

A dose diária recomendada em gotas é a seguinte:

  • de 2 a 4 gotas em cada narina. A administração deve ser entre 4 e 6 vezes por dia.

A dose diária máxima permitida não deve ser superior a 48 gotas. O intervalo entre uma tomada e outra, por sua vez, não pode ser inferior do que 3 horas

Neosoro spray

A aplicação de em Spray (Neosoro H) não é muito diferente do em gotas. No caso, a dose recomendada é de uma aplicação em cada narina entre 4 e 6 vezes por dia. A dose máxima permitida não deve superar 24 aplicações. O intervalo entre uma aplicação e outra (em cada narina) deve ser de pelo menos 3 horas.

Contraindicação

É altamente contraindicado para pacientes que possuem hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Além disso, seu uso é contraindicado em inaloterapia. O uso da nafazolina, agente principal da fórmula, também é contraindicado para pacientes com: hipersensibilidade a agentes adrenérgicos e glaucoma de ângulo agudo.

É contraindicado para crianças menores de 12 anos.

Efeitos colaterais do Neosoro

Existem algumas reações adversas em relação ao uso de Neosoro (spray e em gotas). Os efeitos passageiros são: queimação, ardência, espirros. Além disso, há ocorrências de náusea e cefaleia.

Os pacientes diabéticos também podem ter o valor da glicemia elevado ocasionado pelo uso crônico da nafazolina. Além disso, o uso crônico pode apresentar congestão nasal e acarretar na rinite medicamentosa.

Além disso, há algumas reações adversas, mas com frequência conhecida. Reações cardiovasculares: arritmias e hipertensão. Reações endócrinas/metabólicas: desenvolvimento de cetoacidose diabética e piora do quadro de hiperglicemia. Reações respiratórias: queimação nasal, espirro, dor nasal e aumento da descarga nasal.

Superdosagem

Em caso de superdosagem por Neosoro, podem acontecer cefaleia, arritmias cardíacas, náuseas e vômitos, hipotensão ou hipertensão, bradicardia, depressão do sistema nervoso central e hiperemia nasal.

O recomendado é procurar por ajuda médica o mais rápido possível.

Precauções

Neosoro bula

O medicamento não pode ser administrado junto com antidepressivos tricíclicos e nem por pessoas menores de 12 anos.

Precisa ser utilizado com cautela em pacientes:

  • com problemas cardiovasculares e hipertireoidismo;
  • com hipertrofia prostática;
  • com diabetes mellitus;
  • que apresentem forte reação a agentes simpatomiméticos (com sinais de insônia ou vertigem).

Além disso, o medicamento não pode ser utilizado por longos períodos. Também não é recomendado dividir o frasco, pois pode haver contaminação.

Neosoro deve ser usado com bastante cuidado por pacientes idosos com doença cardíaca grave.

Interação com outros remédios

Cuidado ao administrar com inibidores da monoaminoxidase.

Além disso, o uso concomitante de NEOSORO com antidepressivos tricíclicos pode potencializar os efeitos pressóricos da nafazolina. Já o uso concomitante com levalbuterol potencializa efeitos cardiovasculares da nafazolina.

Armazenamento

Conserve em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Além disso, o amntenha proteger da luz e da umidade.

Sua validade é de 24 meses. O número de lote e as datas de fabricação/validade estão em sua embalagem. Guarde sempre em sua embalagem original.

Neosoro se apresenta em forma de líquido límpido, isento de partículas em suspensão e incolor.

Neosoro Preço

Cada embalagem contém 1 frasco com 30mL. O preço do frasco varia entre R$ 6,50 e R$ 9,00, de acordo com farmácia e região.

Não é necessário apresentar receita médica para adquirir o medicamento.

Neosoro Genérico

Existem alguns fabricantes de genéricos, como Medley, EMS e Nova Química. O preço, nesses casos, fica entre R$ 2,50 e R$ 5,00.

Neosoro genérico

Pergunta dos leitores

Neosoro é indicado para uso infantil?

Não, Neosoro não deve ser usado em menores de 12 anos.

Neosoro é indicado durante a gravidez?

O risco em gravidez é da categoria C. Ou seja, estudos em animais não apresentaram problemas para os fetos e recém-nascidos. Entretanto ainda não há estudos em relação aos fetos humanos. Em caso de dúvida, consulte um médico.

Como fazer Neosoro caseiro?

Apesar de não ser indicado, pode ter sua fórmula similar na casa de qualquer um. Com água e sal é possível fazer um descongestionante nasal.

Neosoro faz mal?

Se administrado de maneira correta e não superar a dose máxima recomendada, não.