Prebictal Bula – Para Que Serve? Engorda? Efeitos Colaterais, Princípio Ativo, Preço!

Prebictal e um medicamento que atua na regulação das células nervosas ajudando a controlar o mau funcionamento dos nervos e também do sistema nervoso. Então, para saber mais sobre esse medicamento, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ele.

Para que serve o Prebictal

Serve para tratar dor neuropática, ou seja, a dor causada por disfunção ou lesão do sistema nervoso como é o caso da neuropatia diabética e na lesão da medula.

Também é indicado para o TAG (transtorno de ansiedade generalizado) em pacientes adultos e como terapia adjunta em pacientes com epilepsia.

Como funciona o Prebictal (princípio ativo)

Prebictal ajuda no alívio da dor do mal funcionamento ou lesão dos nervos e do sistema nervoso, além de controlar a epilepsia, através da regulação das atividades dessas células nervosas.


Prebictal engorda?

Sim, uma das possíveis reações adversas desse medicamento é que ele pode ocasionar o aumento de peso.

dor neuropática

Como usar o Prebictal

A administração de Prebictal deve ser feita por via oral, com ou sem uma refeição.

Neuropatia periférica diabética: a posologia recomendada para a dor dessa neuropatia é de 100 mg por 3 vezes ao dia, totalizando o máximo de 300 mg.

Deve-se iniciar o tratamento com doses de 50 mg 3 vezes por dia, totalizando 150 mg, podendo ser gradualmente aumentada para 300mg por dia, que é a máxima.

Neuralgia pós-herpética: a posologia recomendada para essa dor é de 75 mg a 150 mg por 2 vezes ao dia ou de 50 g a 100 mg por 3 vezes ao dia

Lesão medular: a posologia recomendada para essa dor é de 150 mg a 600 mg por dia, mas a dosagem inicial indicada é de 75 mg duas vezes por dia.

Epilepsia: a posologia recomenda que a dose inicial como adjuvante seja de 75 mg duas vezes por dia ou de 50 mg por três vezes ao dia.

TAG (transtorno de ansiedade generalizada): nesse caso a dose pode variar entre 150 mg a 600 mg por dia, divididos em duas ou três administrações.

Fibromialgia: para esse caso a posologia indica uma dose de 300 mg a 450 mg por dia, iniciando a dose 75 mg duas vezes ao dia podendo aumentar a dosagem gradualmente.

A descontinuação do tratamento deve ser feita de forma gradual por, pelo menos, uma semana.

Pacientes com insuficiência renal: nesses casos a dosagem deve ser individualizada levando em consideração o Clearance de creatinina.

Pacientes com insuficiência hepática: não é necessário realizar ajudes de dosagem.

sistema nervoso Prebictal

Uso em crianças e adolescentes

Uso em crianças: ainda não foi estabelecida a eficácia e segurança da pregabalina em pacientes com menos de 12 anos de idade.

Uso adolescentes (entre 12 e 17 anos de idade: ainda não foi estabelecida a eficácia e segurança da pregabalina em pacientes com menos de 18 anos de idade.

Uso em paciente idosos: pode ser necessária uma diminuição a dose visto a redução da função renal desses pacientes.

Contraindicação do Prebictal

Prebictal é um medicamento contraindicado para pacientes que apresentem hipersensibilidade a quaisquer componentes de sua fórmula.

Prebictal não é indicado para uso em mulheres grávidas sem que haja orientação médica.

Efeitos colaterais do Prebictal

As reações indesejáveis mais frequentes decorrentes do uso de Prebictal foram tontura e sonolência e de uma maneira geral as reações relatadas foram de intensidade moderada ou leve.

Reações adversas muito comuns (>1/10): sonolência e tontura

Reações adversas comuns (>1/100 e <1/10):

Inflamação da área nasal da faringe (nasofaringite); aumento de apetite; desorientação; euforia; confusão; insônia; redução da libido; dificuldade de coordenação de movimentos involuntários; coordenação atípica; amnésia; transtorno de equilíbrio; distúrbios de atenção; tremores; dificuldade de memorização; parestesia (formigamentos e alterações na sensibilidade); sedação; letargia (lentidão); cefaleia (dor de cabeça); tremores; alterações na fala (disartria); visão turva; diplopia (visão dupla); vertigem; distensão abdominal; vômitos; intestino preso (constipação); boca seca; flatulência; fraqueza muscular; disfunção erétil (menor enrijecimento do pênis), inchaço nas extremidade (edema periférico); inchaço (edema); caminhada (marcha) anormal; fadiga; cansaço; sensação de embriaguez; e aumento de peso.

Reações adversas incomuns (>1/1000 e <1/100): diminuição do apetite (anorexia); mudança de caráter e personalidade (despersonalização); anorgasmia; depressão; inquietação; agitação; alterações de humor; exacerbação da insônia; alucinação; aumento da libido; sonhos anormais; apatia (indiferença); crise da pânico; distúrbios cognitivos; hipoestesia; distúrbios de fala; oscilação dos globos oculares (nistagmo), mioclonia (contração de um ou de um grupo de músculos), vertigem postural; agitação (hiperatividade) psicomotora; discinesia; hiperestesia (mais tato); ageusia; sensação de queimação; estupor; tremor de intenção; alterações visuais; olhos secos; deficiência visual; diminuição da nitidez visual; inchaço ocular;  dor ocular; cansaço visual (astenopia); elevação do lacrimejamento;  taquicardia (elevação da frequência cardíaca); pressão baixa (hipotensão); pressão alta (hipertensão); rubores; ondas de calor; sensação de frio nas extremidades; falta de ar (dispneia); secura nasal; tosse; aumento da quantidade de saliva; refluxo gastroesofágico; hipoestesia oral; transpiração (sudorese); erupções cutâneas papulares; contração muscular; espasmo (contração) muscular; inchaço articular; mialgia (dor
muscular); artralgia (dor articular); dor nos membros; dor lombar; rigidez muscular; disúria (dificuldade em urinar); incontinência urinária (dificuldade em segurar a urina); disfunção sexual; retardo na ejaculação; edema generalizado; astenia (fraqueza); sede; calafrio

Reações adversas incomuns (<1/1000):

Neutropenia (diminuição do número células brancas no sangue, os neutrófilos); redução do nível de açúcar no sangue (hipoglicemia); humor elevado; desinibição; movimentos lentos ou diminuídos (hipocinesia); distúrbios do olfato (parosmia); dificuldade de escrever (disgrafia); fotopsia; irritação ocular; pupila
dilatada (midríase); oscilopsia; percepção de profundidade visual alterada; estrabismo; perda de visão; brilho visual; hiperacusia (aumento da acuidade auditiva); taquicardia sinusal; arritmia sinusal, bradicardia sinusal; congestão nasal; sangramento nasal; rinite; coriza, ascite; disfagia (dificuldade na deglutição); pancreatite; suor frio;  espasmo (contração) cervical; dor cervical; destruição do
tecido muscular; oligúria (diminuição do volume de urina); insuficiência renal; amenorreia (ausência de menstruação); dor mamária; secreção mamária, dismenorreia; hipertrofia de mama; e pirexia (febre).

Sempre informe ao seu médico sobre o aparecimento de reações adversas decorrentes do uso desse medicamento. Informe também a  empresa responsável.

Prebictal efeitos colaterais

Precauções do Prebictal

O médico deve ser informado caso o paciente possua problema hereditário raro de intolerância a galactose, má absorção de glicose-galactose e deficiência de lactase da Lapp.

Prebictal pode causar sonolência e tontura, prejudicando a capacidade de operar máquinas e dirigir veículos.

O paciente deve informar ao médico se possui diabetes ou se está ocorrendo o ganho de peso no decorrer do tratamento, lembrando que o segundo está diretamente relacionado com o tempo de exposição e a dose utilizadas, bem como a base do IMC, a idade e o sexo.

Existem relatos de hipersensibilidade (alergia), inclusive com angioedema. Nesse caso o tratamento deve ser suspenso.

Existe um aumento no risco de comportamentos ou pensamentos suicidas em pacientes que fazem uso de fármacos antiepiléticos, como Prebictal, independentemente da indicação.

Podem haver sintomas de retirada de curto prazo em determinados pacientes em seguida da interrupção abrupta de um tratamento prolongado. isso pode ocasionar sintomas como insônia. cefaleia. ansiedade, náusea, diarreia e hiperidrose.

É aconselhável retirar o medicamento de uso de forma gradual a fim de evitar os riscos.

A melhora da função renal (rins) foi relatada após o tratamento ser suspenso.

Há relatos de insuficiência cardíaca congestiva em pacientes fazendo uso da pregabalina, embora não ainda não se tenha identificado qualquer relação causal entre ambos.

Sempre informe ao médico ou cirurgião dentista sobre o aparecimento de reações indesejáveis. Não use qualquer medicamento sem que haja conhecimento médico visto que pode oferecer riscos à saúde.

Composição

Prebictal bula

 Cada cápsula de Prebictal de 50 mg contém:

Pregabalin ………. 50 mg.

Excipientes: lactose monoidratada, amido de milho, povidona, talco e água purificada.

 

 Cada cápsula de Prebictal de 100 mg contém:

Pregabalin ………. 100 mg.

Excipientes: lactose monoidratada, amido de milho, povidona, talco e água purificada.

Interação do Prebictal com outros remédios

A pregabalina de Prebictal não está sujeita, nem irá produzir interações farmacocinéticas, visto que é excretada inalterada predominantemente pela urina, não inibe o metabolismo de drogas in vitro, sofre metabolismo desprezível em humanos não se liga as proteínas plasmáticas.

Mesmo assim, não foi observada nenhuma interação relevante entre a pregabalina e a carbamazepina,  fentoína. oxicodona, ácido valproico,  gabapentina, lamotrigina, lorazepam ou etanol.

Além disso, uma análise mostrou que diuréticos, hipoglicemiantes orais, tiagabina insulina fenobarbital e topiramato não apresentam efeito significante clinicamente no clearance da pregabalina.

No entanto a pregabalina  pode agir potencializando os efeitos de lorazepan e etanol.

Se administrada concomitantemente com contraceptivos orais etinilestradiol e/ou noretisterona , não há influência no equilíbrio das substâncias.

Houve relatos de coma e insuficiência respiratória em pacientes que utilizavam pregabalina com outros medicamentos antidepressores do SNC.

Prebictal Preço

Para comprar esse medicamento é necessária a apresentação de receita C1 branca de duas vias e o seu preço pode variar de acordo com a região na qual você se encontra e o local escolhido para a compra, bem como se você vai comprar o produto referência ou o seu genérico, visto que a segunda opção costuma custar menos.

No entanto, na internet a caixa com 28 cápsulas de 100 mg pode ser encontrada por valores entre R$ 105 e R$ 120 reais. Já a caixa com 4 cápsulas de 75 mg pode ser encontrada por uma média de R$ 35 reais.

Prebictal engorda

Prebictal Genérico

Para encontrar o genérico desse medicamento basta ir até a farmácia e solicitar ao farmacêutico pelo princípio ativo do produto, que é a pregabalina.

Sempre confira se a concentração do medicamento genérico corresponde à do medicamento referência.

Pronto, agora você já sabe mais sobre Prebictal, suas indicações, como deve ser utilizado e também o seu preço.