Velija Bula – Para Que Serve? Engorda Ou Emagrece? Efeitos Colaterais, Posologia, Contraindicações!


Antidepressivos são alguns dos medicamentos mais usados no mundo. Como o número de pessoas que sofrem de depressão e ansiedade e todas as suas vertentes e tipos, essa classe de medicamentos tende a ser cada vez mais consumida. Velija é um desses medicamentos que surgiram para aliviar os sintomas da depressão e ansiedade, mas que também serve para outras situações.

Para que serve o Velija

O Velija é um medicamento indicado para algumas condições, especialmente no tratamento da depressão. Se usando de maneira contínua, Velija á altamente eficaz na manutenção e melhor clínica, possuindo um alto índice positivo de resposta ao tratamento.

O medicamento é utilizado no tratamento de transtorno depressivo maior e por pacientes com transtorno de ansiedade generalizada. Que é um quando onde há preocupação excessiva. Além disso, Velija pode ser usado para tratar fibromialgia (acompanhada ou não de transtorno depressivo maior), dor neuropática periférica diabética, dor crônica devido à osteoartrite de joelho (uma doença articular degenerativa) e dor crônica relacionada à dor lombar crônica.

Como funciona o Velija (principio ativo)

Velija é um remédio antidepressivo da classe dos inibidores da recaptação de noradrenalina e serotonina, impedindo que elas sejam descartadas pelo corpo. Este medicamento age no sistema nervoso central (SNC) e proporciona, como resultado, a melhora (ou alívio, no início do tratamento) dos sintomas depressivos em pacientes com transtorno depressivo maior.


Apesar de não ser sua principal função, o medicamento também consegue atuar aliviando a dor e os sintomas das doenças citadas no tópico acima. Nesses casos, o efeito começa a ser percebido em no mínimo seis horas.

depressão Velija

Como usar o Velija

Veljia deve ser sempre tomado via oral, acompanhado de um copo de água, e jamais parta, abra ou mastigue o medicamento.

O tratamento com Velija varia entre cada situação e doença. Para transtorno depressivo maior, a dose inicial recomendada é de 60 mg uma vez ao dia. Em alguns casos, é recomendado tomar 30 mg por dia durante uma semana para, após sete dias, dobrar para 60 mg.

No caso de Dor Neuropática Periférica Diabética, o tratamento com Velija deve ser com apenas uma dose diária de 60 mg. A eficácia de Velija não foi testada em estudos clínicos por um período superiores a 12 semanas.

Para o tratamento de fibromialgia e das dores crônicas associadas à dor devido à osteoartrite de joelho e à dor lombar crônica, o tratamento com Velija é de uma dose diária de 60 mg. Mas pode ser administrado durante uma semana com uma dose de 30 mg, para só depois dobrar. No caso de fibromialgia, não existem estudos que comprovem que o medicamento fará efeito após três meses de uso.

Já no caso do transtorno de ansiedade generalizada, é indicado que faça o tratamento por uma semana com 30 mg diariamente, sendo que na semana seguinte aumenta para 60 mg. Estudos mostraram que uma dose diária de 120 mg pode ser mais eficaz para esses casos e para algumas pessoas, mas não é clinicamente comprovado. Em outras palavras, a teoria não provou que 120 mg pode ser mais eficaz, mas a prática disse o contrário.

Em nenhuma hipótese a dose diária de Velija deve ser superior a 120 mg.

Composição

O medicamento Velija é composto por 33,7 mg ou 67,3 mg de cloridrato de duloxetina. Que equivalem respectivamente a 30 mg e 60 mg de duloxetina. O resto do comprimido é composto pelos seus excipientes, que são manitol, amido, sacarose, laurilsulfato de sódio, ftalato de hipromelose, hipromelose, álcool cetílico e dióxido de titânio.

Contraindicação

Velija é contraindicado a crianças ou adolescentes que têm menos de 18 anos, pessoas com alergia a qualquer componente da fórmula e mulheres grávidas ou que estejam em período de amamentação.

Além disso, Velija também é contraindicado para pacientes que façam uso de remédios inibidores da monoaminoxidase, como o moclobemida e o sulfato de tranilcipromina. Ele também não deve ser utilizado por pessoas que tenham feito uso deste tipo de medicamento nos últimos 14 dias.

Precauções

A utilização de Velija precisa ser feita com com cuidado em pessoas que recentemente tenham tentado cometer suicídio, que possuam problemas nos rins ou fígado e que sofram de sangramento anormal.

É desaconselhável fazer a ingestão de álcool, dirigir automóveis ou operar máquinas durante o tratamento com Velija. Antes de começar o tratamento, diga ao médico todo seu histórico clínico e se faz uso de qualquer outro medicamento.

Efeitos colaterais do Velija

Assim como todos os medicamentos antidepressivos, Velija possui uma série de possíveis reações adversas. Veja abaixo quais são ela.

Ocorre em mais de 10% dos pacientes (reações muito comuns: boca seca, dor de cabeça, náuseas (vontade de vomitar).

Reações adversas de 1% a 10%

Ocorre entre 1% e 10% dos pacientes (reações comuns): zumbido no ouvido, palpitação, visão borrada, diarreia, constipação (intestino preso), vômito, dor abdominal, dispepsia (indigestão), flatulência (gases), queda, fadiga (cansaço), diminuição de peso, diminuição do apetite, aumento da pressão sanguínea, rigidez muscular, espasmo muscular (contração involuntária do músculo), dor musculoesquelética, tontura, tremor, sonolência (incluindo excesso de sono e sedação), parestesia (formigamento o u adormecimento de partes do corpo), alteração do orgasmo, insônia, diminuição da libido (diminuição do desejo sexual), agitação, ansiedade, sonhos anormais, distúrbio da ejaculação, alteração da frequência urinária, disfunção erétil, dor orofaríngea (dor de garganta), retardo da ejaculação, bocejo, suores noturnos, hiperidrose (suor em excesso), rubor (vermelhidão da pele) e prurido (coceira).

Reações adversas de 0,1% a 1%

Velija Bula

Ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes (reações incomuns): vertigem (falsa sensação de movimentos), taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), dor de ouvido, distúrbio visual, midríase (dilatação da pupila), ressecamento dos olhos, gastroenterite (inflamação das paredes do intestino e estômago), eructação (arroto), gastrite (inflamação do estômago), disfagia (dificuldade para engolir), hemorragia gastrointestinal, sensação de anormalidade, sensação de calor, sensação de frio, mal-estar, calafrio, sede, laringite (inflamação ou irritação da laringe), alterações de enzimas do fígado, contração muscular, aumento de peso, distúrbio de atenção, disgeusia (alteração do paladar), letargia (sensação de lentidão de movimentos e raciocínio), mioclonia (movimentos involuntários bruscos das perna ou braços durante o sono), distúrbios do sono, baixa qualidade do sono, bruxismo (ranger os dentes), apatia, desorientação, noctúria (aumento da frequência urinária noturna), retenção urinária, hesitação urinária, disúria (dor ao urinar), dor testicular, diminuição do fluxo urinário, disfunção sexual, reação de fotossensibilidade, distúrbio menstrual, suor frio, maior tendência à contusão, dermatite de contato (inflamação cutânea ocasionada pelo contato com substâncias externas), hipotensão ortostática (redução da pressão arterial ao levantar) e sensação de extremidades frias.

Ocorre em 0,01% e 0,1% dos pacientes (reações raras): hipotireoidismo (diminuição do funcionamento da glândula tireoide), halitose (mau hálito), estomatite (feridas na boca), distúrbio da marcha (dificuldade para andar), desidratação, aumento do colesterol sanguíneo, discinesia (movimentos involuntários), poliúria (aumento do volume urinário), odor urinário anormal, sintomas da menopausa e sintomas de constrição da orofaringe (dificuldade de engolir).

Superdosagem

Em caso de superdosagem, alguns sintomas podem surgir como:

  • Sonolência
  • Síndrome
  • Serotoninérgica
  • Coma
  • Convulsões (contração intensa e involuntária dos músculos)
  • Taquicardia (aumento na frequência dos batimentos cardíacos)
  • Vômito

Não há nenhum antídoto específico que combata a superdosagem de Velija. A melhor opção é ir para o hospital ou pronto-socorro mais próximo, especialmente se houve alteração na respiração e batimentos cardíacos. A lavagem gástrica pode ser necessária em alguns casos.

Interação do Velija com outros remédios

Velija com inibidores da monoaminoxidase (IMAO): possíveis reações graves, às vezes fatais. Os sintomas são hipertermia, mioclonia, rigidez, instabilidade autonômica, agitação extrema, delírio e coma.

Além dessa interação, que é extremamente grave, o uso conjunto de Velija com os seguintes tipos de medicamentos pode ser prejudicial à saúde ou algo resultado de um ou ambos remédios: antidepressivos tricíclicos; drogas metabolizadas CYP1A2; inibidores da CYP1A2; drogas metabolizadas pela CYP2D6; inibidores da CYP2D6; drogas metabolizadas pela CYP3A; drogas metabolizadas pela CYP2C9; antiácidos e antagonistas H2; fitoterápicos; drogas do SNC; drogas com altas taxas de ligação a proteínas plasmáticas; lorazepan e; triptanos.

Velija Preço

Velija

Velija (laboratório Libbs) é comercializado em embalagens que contém 10 ou 30 cápsulas de 30 mg ou 60 mg. O preço médio encontrado varia entre R$ 90 e R$ 120. Porem pode ser encontrado em algumas poucas farmácias por um preço pouco inferior. Este medicamento só pode ser vendido com retenção da receita.

Velija Genérico

É possível encontrar genérico de Velija por menos de R$ 70. Alguns dos laboratórios que fabricam o genérico são Legrand e Biosintética.

Pergunta dos leitores

Velija emagrece ou engorda?

Os dois. Alguns dos possíveis efeitos colaterais são a perda de peso e a falta de apetite, sendo que são reações comuns. Mas, ao contrário, outros efeitos podem ser o ganho de peso e aumento de apetite.

Velija causa dependência?

Não há estudos que comprovem a relação da dependência com Velija. Mas por ser um antidepressivo que tem como efeito fazer a pessoa se sentir psicologicamente bem, assim como aliviar sintomas físicos da depressão, a pessoa pode achar que é dependente dele e gerar uma possível relação de vício.